Publicidade
Página Inicial

Alunas de Escola Municipal denunciam professor por crime de pedofilia

07/05/2019 às 18:02 em Polícia

“Um dia eu estava em pé na porta da sala quando o professor chegou, me abraçou por trás e pegou nos meus seios”, relatou uma aluna.

O Blog do Antônio Marcos recebeu na tarde desta terça-feira (07), graves denuncias contra um professor, da Escola Municipal Roseana Sarney, localizada na Rua Marly Sarney – Centro de Açailândia, que tem como diretora professora Ivanete Parente Viana.

De acordo com a vasta documentação, a qual chegou a redação do Blog, pelo menos 05 (cinco) alunas da escola acima citada, acusam um professor de crime de pedofilia.

Os inúmeros relatos aos quais o titular desta página teve acesso com exclusividade, é de causar revolta. “Um dia o professor perguntou pra mim e outra amiga de classe, se nós sabíamos de uma fruta que as mulheres tinham e que deixava os homens loucos? Respondemos que não, foi quando ele (professor) nos chamou para ver um celular que ele tinha nas mãos. Quando nos aproximaram, ele mostrou no aparelho celular uma mulher pelada e com as pernas abertas. Essa é a fruta, disse ele”, relata a aluna.

Outra aluna relata que um dia o professor a convidou para sentar perto dele, quando essa sentou ele começou a alisar suas pernas. “Quando ele começou a passar a mão nas minhas pernas eu levantei e sai”, disse a adolescente.

Já outra vitima relata que durante as aulas, o referido professor (alvo das denuncias) proferia palavras de baixo calão e de apologia ao sexo.

“Um dia eu estava em pé na porta da sala quando o professor chegou, me abraçou por trás e pegou nos meus seios”, relatou outra aluna.

Ainda de acordo com documentos, depois do acorrido, os pais das alunas não aceitaram mais que o “professor tarado” desse aula para suas filhas e por isso o mesmo foi apenas transferido para outra escola.

O fato ocorreu em 2017, mas até agora o “Indivíduo” está por aí, quem sabe assediando outras alunas, como se nada tivesse acontecido, convicto de que ficará impune.

Há quase dois anos do ocorrido, ainda é desconhecido qualquer medida no sentido de apurar as denuncias, que são graves.

Com a palavra, as autoridades competentes!

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


+ 6 = 13