Publicidade
Página Inicial

“Besouro Pagodinho” é preso em SP após gravar vídeo ofendendo maranhenses

25/01/2022 às 04:56 em Sem categoria

José da Silva Frazão Neto, más conhecido como, “Besouro Pagodinho”, foi preso em São Paulo na tarde  desta  segunda-feira (24). A informação foi dada com exclusividade em rede nacional pelo apresentador Datena, no Programa Brasil Urgente, da Band.

A polícia cumpriu mandado de prisão em desfavor de José da Silva, pelos crimes de calúnia e difamação.

Na região do Médio Mearim, vários Instagram de notícias e memes repercutiram a informação. Os seguidores aprovaram e comemoram a prisão. 

O preso é conhecido por espalhar vídeos em que difamam moradores de municípios do Maranhão, em especial, da região do Médio Mearim. 

Resta saber se o preso será transferido para prestar contas de seus numeroso delitos por essas bandas. Um grande número de desafetos não vêem a hora de ficar frente a frente com “Besouro Pagodinho”. 

Entre os municípios preferidos do “Besouro Pagodinho” nos seus vídeo ofensivos estão: Buriticupu (onde atacou as mulheres da cidade e até o prefeito), Peritoró, Bacabal, Caxias, Barra do Corda, Pedreiras e Trizidela do Vale. Recentemente ele ofendeu policiais militares lotados em Santa Inês e uma delegada de Zé Doca. “Nessa cidade os homens são tudo cracudos, as mulheres umas dormem sujas…”, acusava ele em tom de deboxe.

O indivíduo gosta de ostentar em seus vídeos, inclusive com notas de R$ 100,00 e R$ 50,00 (cem e cinquenta reais), alem de supostas joias e bebidas caras, afirmando que leva uma vida de luxo como cantor,  longe dos pobres do Maranhão, o que não passa de mentiras. Na verdade, “besouro pagodinho” trabalha  como ajudante de eletricista, em uma terceirizado de uma pequena empresa do ramo da construção civil, em São Paulo.

Se todas as pessoas, as quais ele ofendeu oferecerem denúncia, “Besouro Pagodinho” ficará um bom tempo atrás das grades, já que segundo levantamentos, o mesmo não tem poder aquisitivo para indenizar as vítimas.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


− 5 = 2