Publicidade
Página Inicial

Detendo beneficiado com “Saída Temporária” é acusado de estuprar mulher grávida de dois meses, em Açailandia

10/10/2013 às 17:54 em Polícia

Por Antonio Marcos

Gilson, condenado a oito anos de cadeia por crime de estupro cumpria pena no Centro de Detenção Provisoria de Açailândia (CDP).

Gilson Estuprador

Gilson foi beneficiado com saída temporária depois de cumprir 3 anos da pena

Policiais civis lotados no 1º distrito prenderam na madrugada desta quinta-feira (10), um homem suspeito de estuprar uma mulher grávida de dois meses, ontem à noite, em Açailândia.

O Elemento identificado como Gilson de Oliveira Silva (33), condenado a 8 (oito) anos de prisão por crime de estupro tinha acabado de sair do Centro de detenção provisória de Açailândia (CDP).

Ele foi solto ontem após receber um alvará de soltura temporário, expedido pelo juiz da 5ª vara Pedro Guimarães Junior. Gílson deveria voltar ao CDP no próximo dia 16 as 4h da tarde.

Mas, segundo a polícia, pouco depois de sair do presídio roubou o carro de uma mulher no centro da cidade fazendo ameaças caso ela procurasse a polícia.

Minutos depois, o detento teria jogado outra mulher que passava na Rua Santos Dumont, no centro da cidade dentro do carro e a estuprado. O criminoso foi preso por volta de 1h da madrugada ao ser flagrado dormindo em um banco, próximo a delegacia.

De acordo com a polícia, Gilson tem uma longa ficha criminal e é considerado um criminoso “Compulsivo”. Segundo o delegado regional Vital Rodrigues, ele também tem um mandado de prisão em aberto expedido pela justiça do município de Santa Luzia do Tide, onde teria praticado outros crimes.

A vítima do estupro, em Açailândia já prestou depoimento e foi levada para fazer exame de corpo e delito. A mulher esta grávida e dois meses e muito abalada com o que aconteceu.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


3 + 6 =