Publicidade
Página Inicial

Deu no Blog do Wilton Lima: Vereador Juscelino Oliveira escapa de mais uma armadilha de Ildemar

21/03/2011 às 11:14 em Sem categoria

Açailândia – A primeira trama ardilosa do chefe do Clã Gonçalvino foi usar a sua assessora de comunicação “Duda Mendonça de Saias Tupininquin” para tentar a cassação do mandato do vereador. 
A outra armação foi maior ainda – a idéia seria no período eleitoral conseguir a prisão do vereador Juscelino sobre um processo de pensão alimentício de 2005 que o próprio filho já havia pedido a extinção, mas conseguiram por debaixo dos panos reativa-lo. 
Como o mandado de prisão não saiu no período eleitoral, a armação era para que na frente dos holofotes da imprensa paga pelo poder público, Juscelino fosse preso na primeira sessão da câmara deste ano – Juscelino conseguiu também escapar de mais essa trama de Ildemar.
Por último, a tentativa do Clã Gonçalvino era queimar políticamente o vereador junto ao eleitorado da Vila Ildemar, mas uma vez deram com os “burros n’água” – Juscelino votou em favor do povo mesmo sabendo que os 20 milhões de reais poderão não ser aplicados da forma correta, mas se votasse contra, o prejuízo seria maior para população daquela Vila. Juscelino também cobrou do executivo que esse mesmo investimento fosse direcionado para outros bairros que se encontram também na mesma situação da Vila Ildemar.
Leia abaixo na íntegra a matéria publicada no blog do Freire com detalhes dessa sessão polêmica:
O assunto que predominou na cidade nos últimos dias o polêmico projeto do poder executivo de Açailândia pedindo autorização a Câmara de Vereadores para fazer um empréstimo junto a Caixa Econômica Federal no valor de quase 20 milhões de reais.
Até ai tudo bem, nada contra, afinal, segundo o termo do próprio projeto, a verba é para pavimentar e sanear a Vila Ildemar.
O assunto gerou muitas discussões e polêmicas no meio político e na população.
A maior expectativa era quanto ao voto do vereador Juscelino, declarado pela própria situação como o principal adversário do prefeito Ildemar nas próximas eleições municipais.
Juscelino havia dito que por causa de interesses particulares do prefeito Ildemar e seu grupo político, votaria contra a aprovação.
Mas depois de analisar e tentar minimizar a dor que o município irá sentir nos próximos anos, o vereador resolveu votar a favor do projeto que libera o executivo a contrair o tal empréstimo.
Isso gerou muita boataria nos corredores da câmara e entre os populares.
Em seu discurso o vereador explicou o porquê de ter voltado atrás em sua decisão e votado a favor do projeto.
“Nunca fiz nada contra a população, na verdade eu nunca fui contra o projeto em si, minhas restrições eram com relação aos valores citados no projeto e o prazo para o pagamento do mesmo, assim como a necessidade de tal ação. Entendo a carência da Vila Ildemar assim como conheço a dos outros bairros da cidade, tudo que o executivo fez foi colocar pontos no mínimo duvidosos neste projeto que já foi aprovado, inclusive com meu voto, eu tentei evitar o endividamento do município, até fizemos algumas mudanças para melhorar, mais elas foram dispensadas com meu voto e o do colega Márcio Aníbal contra. Agora na hora de aprovar o mérito completo da questão, eu não poderia ficar contra, sem falar que essa era a intenção do poder público, fazer com que todos os vereadores se sentissem obrigados a votar em um projeto que geraria muita polemica e revolta se não fosse aprovado, eu seria crucificado pelo povo, mas volto a dizer que minha restrição era somente em alguns termos do projeto e não contra a aquisição de verba para beneficiar a Vila Ildemar”, esclareceu Juscelino Oliveira.
Um dos pontos mais questionados por Juscelino foi o valor orçado para cada quilômetro de asfalto, de acordo com o parlamentar, em todas as empresas que pesquisou o valor não passou de duzentos e cinqüenta mil reais, mas de acordo com o orçamento da prefeitura, cada quilometro sairá por quase 800 mil reais, um valor absurdo e inaceitável.
Para Juscelino essa é mais uma manobra do prefeito para dobrar aos seus pés os vereadores de sua base e com isso forçar uma rejeição tentando fazer o vereador votar contra o povo.
“Sei que de agora em diante o prefeito vai tentar de todas as formas me derrubar já que ele sabe que não está fazendo um bom trabalho, e sabe que temos no momento uma boa aceitação junto a população, ele sabe que mesmo sem grandes poderes estamos conseguindo coisas que nem ele com seus deputados conseguiu, mas a inveja e a perseguição não me farão parar, continuarei sendo contra a administração até o dia em que eu ver a coisas funcionando bem nesta cidade, deixo bem claro que não sou contra ninguém, apenas quero o melhor para a cidade, por isso cansei de apenas assistir tudo e a tempos parti para uma luta junto ao povo que mais precisa, eu só queria era que o prefeito também fizesse um projeto desse para beneficiar outros Bairros como o Jacu que está sofrendo com aquela erosão causada pela obra não concluída pela administração, aquele local também mora gente e que precisa tanto quanto o povo da Vila, mas sabemos que isso o prefeito não vai justificar por que por trás, rola um jogo de interesses maior que o favorecimento popular, mais tudo bem, pelo povo e para satisfazer o ego da administração municipal eu votei a favor do projeto”, desabafou Juscelino oliveira.
Desta forma o projeto foi aprovado por unanimidade e agora o executivo está autorizado a contrair a sonhada dívida que vai deixar o município amarrado por mais duas décadas.
Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


4 − = 0