Publicidade
Página Inicial

Em tempo recorde, 14º BPM elucida infanticídio ocorrido em Imperatriz

19/09/2018 às 08:49 em Polícia

Em uma ação precisa e bastante eficiente, homens do 14º Batalhão de Policia Militar de Imperatriz, sob o comando do Tenente Coronel Brito Junior, conseguiram elucidar um “infanticídio” ocorrido ontem terça-feira (18), em Imperatriz.

De acordo com informações repassadas ao Blog do Antônio Marcos, a guarnição foi acionada via CIOPS, dando conta de que após informações levantadas pelo GSA, os mesmos teriam localizado o endereço da mãe da principal suspeita de ter abandonado um recém-nascido (encontrado sem vida) dentro de uma sacola plástica, nas proximidades da UFMA, no Bairro Bom Jesus.

Ao deslocarem até o local e manter o primeiro contato com a Sra. Maria Rita da Silva Teixeira (mãe da suspeita), a mesma relatou que não tinha conhecimento do fato e que teria tomado ciência do ocorrido através das redes sociais (Facebook e WhatsApp), mas afirmava reconhecer (por foto) uma camisa que foi encontrado enrolado ao recém nascido, como sendo de sua filha.

Perguntada sobre o paradeiro da filha, a mesma disse não saber, que também não tinha conhecimento da gravidez da filha, que a mesma não morava com ela, pois é maior de idade e que tinha residência própria.

Ainda durante a conversa com os militares, Rita informou o endereço da filha no bairro Teotônio Villela. Após deslocar ao referido endereço, a equipe do GSA tomou conhecimento de que a mãe teria mantido contato com à acusada, logo após o crime. Testemunhas afirmam terem visto as duas (mãe e filha) juntas.

Depois de não conseguir lograr êxito na busca à causada, os policiais retornaram ao endereço de dona Maria Rita. A principio a mesma parecia disposta a colaborar com a polícia, dizendo onde a filha (acusada) se encontrava naquele momento, mas parecia ter sido orientada a não dá a informação correta.

Diante das evidencias da participação da Sra. Maria Rita da Silva Teixeira (mãe da suspeita) na barbárie, a mesma foi conduzida até a Delegacia de Polícia Civil para as providencias pertinentes ao caso.

A mulher suspeita do infanticídio, cuja identidade ainda não divulgada, segue sendo procurada pela polícia.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 − = 5