Publicidade
Página Inicial

HMA teria deixado de atender pacientes com “traumas” por falta de material hospitalar

06/08/2014 às 21:02 em Geral
SESP 1

Promotora Glauce Malheiros conversou com pacientes que confirmaram o desserviço do hospital

Açailândia – A promotora de Justiça Glauce Mara Lima Malheiro, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Açailândia, visitou na tarde desta quarta-feira (6), o único hospital público do municio (SESP).

O objetivo da visita é checar “IN LOCO” as denuncias feitas por familiares de pacientes do hospital, sobre a falta de profissionais e materiais para realização de procedimentos cirúrgicos.

Segundo a promotora, pelo menos 16 pacientes com “traumas” se encontram internados a espera de atendimento, que ainda não teriam sido realizados por falta de material hospitalar.

A direção do hospital informou que o material estaria no deposito, em um prédio anexo à prefeitura, a promotora foi até o local, mas a pessoa responsável pelo almoxarifado não apareceu com a chave para que fosse checado a informação repassada pela direção da unidade de saúde.

Já que o município alega que o não atendimento dos pacientes não é por conta da falta de material hospitalar, o Ministério Publico quer saber aonde está o material.

A promotora deve acionar o município para fazer com que o mesmo atenda os pacientes que já não aguentam mais esperar pela a boa vontade dos gestores.

“A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação”, garante a constituição.

SESP 2

Promotora foi ao depósito onde estaria o material hospitalar, mas o responsável não apareceu para que a promotora pudesse fazer à averiguação 

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


5 − 1 =