Publicidade
Página Inicial

Ildemar Gonçalves rebate denúncia de Sérgio Vieira

12/12/2012 às 10:48 em Política

Em nota encaminhada a Imprensa, o prefeitoe Ildemar  Gonçalves chama o parlamentar de “Aprendiz de Deputado”

Açailandia – O prefeito de Açailândia, Ildemar Gonçalves (PSDB), em nota encaminhada a imprensa, contestou as denúncias feitas pelo do deputado Dr. Sérgio Vieira (PTB), proferidas durante pronunciamento na tribuna da Assembléia Legislativa no último dia (05/12). Segundo o parlamentar, o prefeito estaria prestes a dar um golpe calculado em mais de R$ 20 milhões no Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Açailândia (IPSEMA).

De acordo com o deputado, a Previdência de Açailândia foi criada em 2009 e, desde então, a Prefeitura recolhe a contribuição, descontados nos contra-cheques dos servidores municipais de Açailândia, para posterior cálculo de aposentadoria, mas não repassou o dinheiro ao IPSEMA.

Em nota, o prefeito Ildemar Gonçalves garante que hoje o IPSEMA é um Instituto consolidado e esclarece ainda que o parcelamento refere-se à obrigação previdenciária patronal e não obrigação decorrente dos descontos efetuados. “O IPSEMA possui um patrimônio que é dos servidores do município estimado em aproximadamente R$ 20.000.000,00 – (…), devidamente aplicado, conforme se comprova com extratos bancários, recurso este fruto de repasse da parte patronal, bem como, dos descontos dos servidores regularmente repassados”, assegura o prefeito.

Veja, a seguir, a íntegra da nota.

O Prefeito Ildemar Gonçalves dos Santos, inconformado com o conteúdo da matéria veiculada em diversos meios de comunicação no dia 05 de dezembro de 2012, sob o título “Sérgio Vieira denuncia que prefeito planeja dar calote em Açailândia” vem manifestar nos seguintes termos:

Matéria essa de responsabilidade do próprio neófito deputado, que no exercício da função de “aprendiz de deputado”, extrapola os limites do tolerável, utiliza a tribuna do Parlamento Estadual, que a meu sentir é composta por parlamentares da mais alta respeitabilidade.

No entanto, o Prefeito Municipal de Açailândia, não pode calar inerte diante das inverdades assacadas contra a sua administração, no que se refere à matéria veiculada, que envolve direitos dos servidores municipais.

Em primeiro lugar, é importante registrar que neste ano de 2012 estamos encerrando o nosso segundo mandato, que quando recebemos o Município de Açailândia, a sua história registrava uma completa desarticulação política, que resultou numa incessante troca de mandatários, inclusive, com prefeito afastado à época, que deixou o Município com economia totalmente debilitada.

Para assegurar o futuro dos servidores do Município de Açailândia, na condição de prefeito encaminhei projeto de Lei número 324/2009, que criou o IPSEMA – Instituto de Previdência Social dos Servidores do Município de Açailândia, justamente para dar segurança ao servidor público municipal.

Graças ao encaminhamento da referida lei, que foi aprovada pela Câmara Municipal de Açailândia, hoje o IPSEMA é um Instituto consolidado, possui um patrimônio que é dos servidores do município estimado em aproximadamente R$ 20.000.000,00 – (…), devidamente aplicado, conforme se comprova com extratos bancários, recurso este fruto de repasse da parte patronal, bem como, dos descontos dos servidores regularmente repassados.

Com a necessidade de sanear pendências para assegurar o legítimo processo de continuidade, que é um dos princípios da administração pública, encaminhei Projeto de Lei número 014/2012, com a finalidade de parcelar a parte patronal, devida ao referido Instituto, estimado em percentual de 20% inferior ao patrimônio existente atualmente no caixa do IPSEMA e não como fez entender o Deputado Estadual.

Esclareço ainda que o parcelamento refere-se a obrigação previdenciária patronal e não obrigação decorrente dos descontos efetuados como mentirosamente afirma sua Excelência o Parlamentar.

O nobre “aprendiz de deputado”, que infelizmente não tem conhecimento pleno da matéria, utiliza a tribuna do parlamento estadual para proferir inverdades, tergiversando sobre a matéria e, buscando a autopromoção, o que faz alinhavado em falsas informações, que o mesmo tinha por dever se inteirar da matéria, inclusive, buscando informações junto ao Município de Açailândia, ao Conselho de Previdência, ao Sindicato dos Servidores ou ao próprio IPSEMA.

Infelizmente o neófito deputado, que exerce a função galgada em conchavos políticos, já que não atingiu votação que o colocasse entre os diretamente eleitos, na ânsia de ganhar prestígio, traz conteúdo discursivo fundado em inverdades, ferindo a ética parlamentar, que por ter sido um discurso proferido nos anais do parlamento estadual, fará parte da sua biografia, que começa a ser escrita com afirmações falsas.

Não há uma linha de verdade na matéria publicada, cujo conteúdo é de responsabilidade do neófito deputado, que demonstrando um descompromisso com os servidores do Município de Açailândia, vem a instigá-los para que a Câmara Municipal não encontre ambiente para de forma clara e transparente discutir e votar a matéria encaminhada.

Devo registrar que, como Prefeito Municipal, consciente das minhas responsabilidades lutarei até o último dia do meu mandato, para que os servidores do Município de Açailândia, tenham um Instituto de Previdência cada vez mais consolidado.

Açailândia, 11 de dezembro de 2012.

Ildemar Gonçalves dos Santos

Prefeito Municipal De Açailândia

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


5 − = 3