Publicidade
Página Inicial

Lei da Ficha Limpa cria “suspense” na campanha em Açailândia

23/08/2012 às 16:04 em Política

O Procurador Regional Eleitoral do Maranhão Marcilio Nunes Medeiros emitiu um parecer negando registro de candidatura de Gleide Santos e confirmando sua  “inelegibilidade”!
Açailandia A aplicação da lei da “Ficha Limpa” gera um clima de “suspense” na campanha para a prefeitura de Açailândia, um dos principais colégios eleitorais do interior do Maranhão. O grupo da ex. prefeita Gleide é o mais apreensivo.
Depois da justiça eleitoral de Açailandia ter impugnado a candidatura de Gleide Lima Santos do PMDB, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) deverá decidir nesta quinta-feira 23/08, o destino da candidata.
O Procurador Regional Eleitoral do Maranhão Marcilio Nunes Medeiros já emitiu um parecer negando registro de candidatura de Gleide Santos e a favor de sua  “inelegibilidade”.
Gleide já foi prefeita de Açailandia, por isso sofreu pedidos de impugnação de sua candidatura na Justiça Eleitoral sob a alegação de ter cometido diversas irregularidades quando prefeita. A lista é enorme. 
Ente as irregularidades, estão: a malversação do dinheiro público e despesas sem a realização de processos licitatórios. Em seus programas eleitorais no Rádio e TV, Gleide ignora os fatos e tenta deixar transparecer que está tudo bem e que está sendo vitima de ataques por parte de seus adversários, o que até os menos esclarecidos sabem que não condiz com a verdade.
A mulher insiste em dizer que teve sua assinatura falsificada, denuncia gravíssima que deverá ser apurada pela a justiça comum. Se Gleide estiver faltando com a verdade sofrerá os rigores da lei, assim como a parte denunciada.
Em conversa com o deputado Federal Hélio Santos (PSD), o então presidente da câmara na época em que as contas da ex. prefeita foram votadas e desaprovadas, ele disse que nunca passou pela a sua cabeça tamanho absurdo e que tem um nome a zelar. Essa história ainda vai dar “pano pra mangas”.
Por Antônio Marcos
Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


3 − 3 =