Publicidade
Página Inicial

Ministério Público apresentou ‘Projeto Ohana’ durante Feira do Livro

22/10/2019 às 05:15 em Geral

Também foi realizada uma atividade de encerramento no estande da instituição

No encerramento, Luiz Gonzaga Coelho destacou a participação do MP

O “Projeto Ohana – Restaurando a imagem da família e a dignidade da mulher”, idealizado pela promotora de justiça Alessandra Darub Alves, titular da Comarca de São Mateus, e que já alcançou sete municípios maranhenses foi apresentado na tarde deste domingo, 20, na Feira do Livro de São Luís (FeliS).

O objetivo do projeto é debater os temas da violência doméstica e alienação parental, utilizando materiais como revista em quadrinhos e desenho animado como formas de se aproximar da realidade das comunidades. O projeto também já lançou um livro, que aborda os temas do projeto de forma mais aprofundada, inclusive respondendo a perguntas que rotineiramente surgem nos eventos realizados no interior do estado.

Em sua fala, Alessandra Darub explicou o que é alienação parental e que, embora mais comum, não está restrita às figuras materna e paterna. A promotora de justiça também falou sobre os estágios da alienação parental e as formas como a questão pode ser percebida nas crianças. “Os professores têm um papel importantíssimo nisso, pois eles podem perceber facilmente mudanças no comportamento das crianças”, explicou.

A assessora da Promotoria de Justiça de São Mateus, Lurdiane Mendes, ressaltou que o Projeto Ohana tem um foco que vai além do punitivismo, apostando nos modelos terapêutico e educacional. O projeto busca tratar vítimas e agressores, além de preparar as futuras gerações por meio da inserção dos conteúdos nas escolas, de forma interdisciplinar.

A servidora do MPMA falou, ainda, sobre os custos aos municípios que aderem ao projeto, que são mínimos. Todo o material impresso foi desenvolvido pelo Ministério Público e cabe às Prefeituras apenas a sua reprodução. O vídeo produzido pelo Projeto Ohana está disponível no Youtube e já teve mais de 80 mil acessos.

EFEITOS

O psicanalista Wilson Moura trouxe ao público presente uma fala sobre as fases do desenvolvimento infantil sob a ótica da psicanálise, alertando que, quando sujeitas a um ambiente de violência doméstica na primeira infância, essas crianças podem se identificar com os agressores e repetir esse tipo de comportamento na vida adulta.

Wilson Moura apresentou alguns casos concretos de pessoas que passaram por situações de alienação parental na infância e enumerou uma série de efeitos psicológicos causados pela violência doméstica. Por fim, ele ressaltou a importância do trabalho preventivo e curativo desenvolvido pelo Projeto Ohana.

O procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, esteve presente à última palestra do MPMA na FeliS 2019. O chefe da instituição ressaltou que situações de violência doméstica e alienação parental não podem ser enxergadas com normalidade. “Precisamos discutir e combater esses problemas”, asseverou.

ENCERRAMENTO

Finalizando as atividades do estande do Ministério Público do Maranhão, o Coral Vozes do MP se apresentou na última tarde da Feira do Livro de São Luís 2019. Na ocasião, o procurador-geral de justiça agradeceu pela participação de todos, ressaltando a importância da arte e da cultura para a construção da cidadania.

Luiz Gonzaga Coelho também participou do encerramento oficial da Felis 2019, ao lado do secretário municipal de Cultura, Marlon Botão, e da equipe organizadora do evento. O procurador-geral de justiça enfatizou a alegria do Ministério Público pela primeira participação no evento, com uma vasta programação, reiterando a importância do incentivo à cultura do Maranhão.
Da Assessoria

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


5 + 1 =