Publicidade
Página Inicial

Barbárie: Polícia Militar prende suspeitos de latrocínio e ocultação de cadáver; crime com “Requintes de Crueldade”

30/10/2014 às 20:40 em Polícia
Latrocidas

Suspeitos e a motocicleta da vítima que estava enterrada desde a época do crime

Açailândia – Homens da patrulha rural da 5ª companhia independente de polícia militar prenderam na tarde desta quinta-feira (30), dois elementos identificados como Antonio Francisco da silva filho (20), o “nego” e Nailson do Nascimento Pereira (23), conhecido pela alcunha de “pé de onça”, moradores do assentamento Francisco Romão, distrito de Açailândia.

Contra os dois pesa a acusação de terem matado com requinte de crueldade, um funcionário da empresa ENGEFORM, no mês de junho de 2014. A vítima identificada como Rogério de Brito Araújo (31), conhecido como “Rangel”, morador do município de Santa Luzia do Tide – MA, desapareceu no dia 29 de maio e seu desaparecimento foi comunicado a polícia por sua esposa no dia 03 de junho do mesmo ano.

Em depoimento a polícia, os suspeitos de cometer a “barbárie” confessaram a autoria do crime, dando riquezas de detalhes. Segundo relatos, os elementos trafegavam pela BR-222, próximo a uma localidade conhecida como “curva da morte”, quando avistaram uma pessoa e uma motocicleta caída ao chão, ao se aproximarem perceberam que se tratava de um acidente.

Vítima de Latrocinio

Rogério de Brito Araújo (31), vítima de latrocínio

Ao invés de prestar socorro, os “algozes” dispararam e desferiram varias facadas na vítima, que teve o corpo ocultado pelos criminosos, que fugiram levando a motocicleta. Ainda segundo relatos, o veiculo foi vendido por míseros R$ 500,00 (quinhentos reais) para um morador do mesmo assentamento, onde os acusados moram.

Sabendo que poderia ser preso por crime de receptação, o comprador por sua vez resolveu devolver a motocicleta aos criminosos, que levaram para um matagal, atearam fogo na mesma e em seguida enterraram junto com a faca usada no crime.

Quando foram presos, os mesmos estavam de posse da arma de fabricação caseira tipo “garrucha”, usada para alvejar a vítima. Ambos foram apresentados ao delegado Murilo Lapenda no 1º distrito policial, onde deverão ser autuados por latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver.

Latrocidas 2

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


+ 7 = 11