Publicidade
Página Inicial

População ocupa Prefeitura e Câmara para exigir que seja julgado pedido de afastamento do prefeito Alex Santos

24/10/2012 às 19:17 em Política
Manifestantes ameaçam interditar a BR 010, caso a Justiça não tome medidas urgentes para preservar o patrimônio e o erário publico!


Corredorers da prefeitura lotados
São Francisco do BrejãoCentenas de pessoas do município de São Francisco do Brejão, entre elas funcionários públicos com salários atrasados, em ato de protesto, ocupam desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira 24/10, a prefeitura e câmara municipal daquele município.
Funcionários acampados no pátio da prefeitura

Segundo os manifestantes, suas principais reivindicações, é que a judiciário julgue ações impetradas pela a 1ª Promotoria de Justiça de Açailândia em desfavor do prefeito ajuizadas na última quarta-feira 17/10.


Alexandre Araújo dos Santos, o “Alex”
As duas ações contra o prefeito de São Francisco do Brejão, Alexandre Araújo dos Santos, o “Alex”, são decorrentes do atraso no pagamento dos salários do funcionalismo municipal e do descumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado exatamente com o objetivo de regularizar o pagamento dos servidores. São Francisco do Brejão é termo judiciário da comarca de Açailândia.

A Ação de Execução de Obrigação de Fazer visa obrigar o gestor a pagar os vencimentos  dos servidores municipais, que estão sem receber desde o mês de agosto de 2012, compromisso assumido em TAC, que não foi cumprido pelo o prefeito.

Já a Ação por Ato de Improbidade Administrativa com pedido de liminar requer o afastamento do prefeito do cargo, para o qual não foi reeleito nas últimas eleições, o que até agora não aconteceu.

A promotora de justiça Glauce Lima Malheirosjustifica o pedido como forma de assegurar a integridade do patrimônio público, bem como de impedir que o prefeito, no cargo, interfira na apuração das irregularidades.

BLOQUEIO DE CONTASA fim de garantir o pagamento imediato dos salários, a promotora solicitou, na ação de execução, o bloqueio de todas as contas do Município de São Francisco do Brejão, com a proibição de que o prefeito Alexandre Araújo ordene qualquer movimentação.

Glauce Malheiros pediu ainda que a Justiça determine ao prefeito o pagamento dos salários de agosto num prazo de 24 horas; os de setembro até o dia 30 de outubro de 2012 e os de outubro até o 5º dia útil do mês de novembro, o que segundo informações também não aconteceu.

Em caso de descumprimento, foi solicitado também o bloqueio de 60% do Fundo de Participação do Município de São Francisco do Brejão, de 84% do FUNDEB (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica) e de 60% do Fundo de Saúde, o que os manifestantes também estão requerendo.

Outra providência requerida prevê que o secretário de Administração do município envie, num prazo de 24 horas, ao Banco do Brasil de Imperatriz, a folha dos servidores com salários atrasados, com autorização para o pagamento, o que segundo os maiores interessados, no caso os funcionários, não aconteceu.

Improbidade – Na ação de improbidade, o Ministério Público requer a condenação do prefeito à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, proibição de contratar ou receber qualquer benefício do poder público pelo prazo de três anos e pagamento de multa de até 100 vezes a sua remuneração como prefeito.

Medidas mais drásticasSegundo informações, os populares decidem que nos se a Justiça não tomar medidas urgentes para preservar o patrimônio e o erário publico, farão manifestação na BR 010, fechando a Belém Brasília na entrada pra a cidade de Brejão.

Por Antonio Marcos

Com informações do MP/MA
Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 − 3 =