Publicidade
Página Inicial

Prisão do ex-deputado Vila Nova repercute em todo estado; fato foi denunciado na AL

12/11/2013 às 22:37 em Política

Ex-deputado  Vila Nova diz que prisão foi ilegal e que foi a mando do prefeito da cidade.

O ex-deputado explicou que já vinha denunciando irregularidades através da rádio comunitária da cidade e, no final de cada mês, era feito um resumo com todas as ações ilegais da prefeitura. Entre as denuncias apresentadas, constam ilegalidades nas contratações, em prestações de contas e à lei da transparência.

VILA NOVA

Ex-deputado Vila Nova, prefeito José Gomes (PMDB)

Ao manifestar seu repúdio, durante o aniversário de Buriticupu, no momento do ‘ Buritifolia’, Vila Nova afirmou que foi preso arbitrariamente e levado à delegacia, segundo ele, por ordens do prefeito.

Vila Nova esclareceu que seu protesto foi motivado pelo sistema de separação de classes implantado pela Prefeitura Municipal, que patrocinou a festa e ainda ofereceu tratamento diferenciado a quem pagou pela diversão. “Quem pagou 80 reais pelo abadá, ficava dentro da corda, e quem não estava de abadá tinha que ficar do lado de fora da corda. Eu achei aquilo um absurdo, porque o aniversario da cidade é bancado pela administração pública municipal. Então, porque cobrar da população? Daí eu fui protestar e recebi o apoio de todos, mas o prefeito deu ordens para que os guardas municipais me levassem para a cadeia. Uma injustiça. Em um tempo desses de democracia, ele age feito um coronel”, explicou Vila Nova.

Para o ex-deputado, essa situação foi apenas um pretexto para difamá-lo. “Eu já vinha fazendo denúncias das graves irregularidades da prefeitura há um tempo, esse protesto que fiz foi apenas uma desculpa para tentar me calar. Mas eu não vou. Enquanto eu achar que devo lutar pelos direitos dos cidadãos de Buriticupu eu vou fazer o que puder para defendê-los”, declarou.

Vila Nova veio à Assembleia oficializar a denúncia, na esperança de que seja ouvido pelas autoridades e de que sejam tomadas providências cabíveis. “Vim aqui apelar às autoridades, principalmente à governadora do Estado, para que ela tome uma iniciativa em relação à minha situação. Pelo menos tirar essa imagem desgastada que ficou da minha pessoa. Só espero que esse caso não fique impune”, alegou.

Com informações da Agência Assembleia

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

4 Comentários para 'Prisão do ex-deputado Vila Nova repercute em todo estado; fato foi denunciado na AL'

  1. “Vila Nova esclareceu que seu protesto foi motivado pelo sistema de separação de classes implantado pela Prefeitura Municipal, que patrocinou a festa e ainda ofereceu tratamento diferenciado a quem pagou pela diversão”. Pegando na deixa do texto acima, eu vi a presença do governo municipal não só na pessoa do gestor mas na cor amarela do abadá (de R$ 15,00 reais), bandeira da campanha, isso para um bom entendedor, caracteriza uma DITADURA IMPLANTADA EM BURITICUPU. 2013-2016.

    edson m. figueiredo

    13/11/2013 às 09:57

  2. Vila Nova, L. Silva, Maria José, Zé Gomes… nenhum é diferente do outro todos são mentirosos corruptos e só estão de olho em seus bolsos. tá certo o prefeito de mandar prender esse velho antipático, tá certo o L. Silva em defender o prefeito bandido e corrupto, tá certa a Maria de criar duas categorias de abadás tem que diferenciar mesmo os bestas das éguas quem votou é feito de besta e quem não votou são uns filhos das éguas que foram pra esse circo, tá certo o pai de todos os ladrões em ficar calado só enchendo os bolsos e rindo de tudo isso.

    Buriticupuense

    13/11/2013 às 13:43

  3. UMA LICITAÇÃO PRA CONTRATAR A EMPRESA PARA REALIZAR O EVENTO, UMA SECRETRIA COM TODO APARATO, VENDA DE ABADÁS A UM VALOR ABSURDO, PAGAMENTO DE TAXA PARA OS BARRAQUEIROS, CAMAROTE A R$:1.500,00… CARACA MEU!!! QUANTO ESSE HOMEM, HONESTO QUE ACORDA CEDO, CRENTE… LEVOU EM DINHEIRO POR ESSE EVENTO? ABRE O OLHO GALERA!!!

    BURITIFOLIA

    13/11/2013 às 13:52

  4. Vila Nova pode e deve protestar muito mais, lamento que ele não tenha visto a monopolização nas vendas de bebidas, explorando as barraqueiras que pagou caro pelo aluguel de uma barraca e quem vendeu mesmo foi os aliados do prefeito que chegava a ter ate 3 pontos de vendas na avenida a preço de atacado e ainda foram fechar uma padaria nas proximidades que vendia agua

    Danubio Badu de Assis

    14/11/2013 às 08:33

Deixe um comentário


7 + = 8