Publicidade
Página Inicial

Quadrilha invade Bacabal, rende a polícia e bota “pânico” nos moradores

26/11/2018 às 08:14 em Polícia

Segundo publicações em redes sociais, quadrilha de mais de 100 homens assaltou bancos pela cidade e disparou com fuzis, deixando mortos e feridos!

Os moradores de Bacabal, viveram uma noite de terror neste domingo (26). Segundo relatos publicados em redes sociais, uma grande quadrilha invadiu a cidade e, fortemente armada, assaltou bancos e empresas de valores, queimou carros dentro da delegacia local e perseguiu policiais, disparando diversas vezes.

De acordo com o tenente Costa, do 15° Batalhão da Polícia Militar, uma agência do Banco do Brasil foi saqueada pela quadrilha. Após os suspeitos irem embora, moradores também roubaram o dinheiro.

Em seguida, fizeram barricadas em ruas e avenidas da cidade, além da BR-316, que corta o município. O tenente informou, também, que carros da Polícia Civil foram incendiados dentro da delegacia local. A quadrilha colocou fogo em veículos na porta do 15° Batalhão, com o objetivo de impedir o patrulhamento e/ou reforço.

As publicações de moradores citam mortos e diversos feridos, inclusive com supostos vídeos que mostram o hospital recebendo vítimas ensanguentadas. Em outros posts é possível ver o pânico da população, se escondendo e fugindo dos disparos. O tenente Costa confirmou a morte de três pessoas, todas suspeitas de pertencerem à quadrilha.

O governador reeleito do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), publicou em sua conta no Twitter que “a polícia adotou todas as providências cabíveis, inclusive com deslocamento de efetivo de cidades vizinhas. O Comandante-Geral da PM está na região”.

O nome da cidade chegou aos assuntos mais comentados do Twitter no mundo na madrugada desta segunda-feira (27), com muitos pedidos de orações e moradores desejando que tudo acabasse bem.

Informações preliminares indicam que, após a chegada de reforço da polícia de outras cidades, houve troca de tiros e o grupo deixou Bacabal por volta das 3h desta segunda-feira, levando reféns.

A quadrilha que invadiu a cidade é conhecida como Cangaço. Segundo Costa, essa é a segunda vez que o grupo toma o município —  a primeira ocorreu há oito meses. “Não foi como desta vez. Agora eles estão piores”, disse.

A reportagem tentou contato com a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Segurança Pública, mas não obteve resposta.

Do R7

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 − 4 =