Publicidade
Página Inicial

Respeite o Maranhão, Flávio Dino!!!

11/09/2014 às 15:04 em Política

A mesma preocupação que Flávio Dino teve com a idoneidade de uma empresa maranhense, ele deveria ter com a Alcana, empresa escravagista que doou R$ 500 mil à campanha sem que ele, sequer, questionasse sua integridade.

Editorial

DinoDois fatos mostraram ontem que o senhor Flávio Dino, candidato comunista ao Governo do Maranhão, de fato, não mostra qualquer preocupação com a imagem do estado. Seu objetivo é, meramente, chegar ao poder.

Nem que para isso tenha que destruir o Maranhão e sua gente Brasil a fora, usando os meios mais sórdidos possíveis.

Atlântica

O primeiro fato do comunista contra o Maranhão envolve uma empresa maranhense de reputação nacional.

O grupo do comunista, para atender seus interesses de desgastar a imagem do Maranhão e de suas autoridades – todas elas – não teve nenhuma preocupação em expor, de forma vil, o grupo Atlântica Serviços Gerais, um dos mais respeitados Brasil a fora, com prestação de serviços em várias áreas, até nos maiores estados brasileiros.

Tudo para criar uma situação de desconfiança da Justiça Eleitoral, após revelação da pesquisa Ibope, de que sua vantagem nas eleições não é aquela inventada pelos instituto de fundo de quintal pagos por ele e seu grupo.

A suposta preocupação com a idoneidade da Atlântica, exibida por Dino, não foi a mesma que ele deveria ter, e não teve,  em 2010, quando aceitou receber, sem questionar a origem, nada menos que R$ 500 mil, diretamente em sua conta de campanha – e a 10 dias das eleições – da Alcana Destilaria de Nanuque, empresa pertencente ao grupo Infinity Bio-Energy, denunciado pelo Ministério do Trabalho com explorador de escravos.  (Relembre aqui)

Na lista do grupo que bancou Dino estavam até maranhenses explorados.

Mas Dino ficou calado, caladinho, usufruindo o meio milhão de reais sem sua campanha. E nem aí para a origem do dinheiro.

Maranhão

O segundo fato contra o Maranhão foi a revelação de que a empresa responsável por sujar a imagem  do Maranhão, usando a mídia nacional para isso, é uma velha contratada da Embratur, a FSB Comunicações, de Brasília.

A Embratur foi presidida por Flávio Dino até abril deste ano, e a FSB recebeu, em apenas um contrato, mais de R$ 10 milhões. (Releia aqui)

E sua especialidade é usar jornais, revistas e TV’s dos grandes centros para plantar notícias contra o Maranhão. Tudo para vender a imagem de um Maranhão miserável – acusando os Sarney por isso – e favorecer o próprio Flávio Dino eleitoralmente.

Ibope

Perceba leitor – e eleitor – que estas notícias contra o Maranhão começam a surgir geralmente quando o próprio Dino está em situação difícil, seja eleitoralmente, seja de imagem.

E elas voltaram a ocorrer nacionalmente desde domingo, exatamente um dia depois de o Ibope revelar que a diferença entre o comunista e Lobão Filho (PMDB) era de apenas 12 pontos percentuais.

Com a plantação das notícias contra o Maranhão, Flávio Dino quer apenas gerar fatos negativos contra Lobão Filho e seus aliados, tentando impedir seu crescimento nas pesquisas.

E o Maranhão, para eles, é só um detalhe…

(Do Marco D´Eça)

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


1 + = 4