Página Inicial

SENARC do Maranhão é 1º Lugar do Nordeste em apreensão de drogas

10/01/2018 às 09:04 em Polícia
carlos-alessandro

Delegado Carlos Alessandro, Superintendente da Senarc no Maranhão

O Maranhão é o Estado do Nordeste que mais apreendeu drogas em 2017. De acordo com dados levantados pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), com as demais secretarias estaduais da região, a partir da atuação das Superintendências Estaduais de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), órgão da Polícia Civil, o Maranhão tirou de circulação mais de 7,1 toneladas de drogas, 15% a mais que o segundo colocado, a Bahia, com 6,1 toneladas. Em terceiro lugar está o Ceará, com 3,5 toneladas apreendidas.

Em valores estimados, as apreensões de 2017 geraram um prejuízo de mais de R$ 17 milhões para o tráfico, montante 91% maior que o de 2016, que resultaria em aproximadamente R$ 8,9 milhões com a apreensão de 2,9 toneladas. (Veja no quadro abaixo)

O crescimento expressivo foi alcançado a partir da criação da superintendência, em agosto de 2015, que tornou mais efetiva a investigação do crime de tráfico de drogas. “Esta foi umas das primeiras medidas do governador Flávio Dino para qualificar o combate a este crime”, pontua o titular da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), Carlos Alessandro Rodrigues.

O superintendente destaca que com a criação da Senarc as operações foram intensificadas – tanto na capital, quanto no interior – com foco na prisão de distribuidores e de líderes das organizações criminosas voltadas para o tráfico. Com a Lei nº 10.238, sancionada pelo governador Flávio Dino em 2015, foram criadas as Delegacias Regionais, que também contribuíram para o expressivo aumento das apreensões. “O resultado é uma evolução bastante significativa nas apreensões, que se mantém ano após ano”, disse.

Com duas regionais no interior do Estado uma em Imperatriz e outra Timon, onde essas vem contribuindo significativamente para o avanço no combate ao crime na região, através de mapeamento das principais rotas de tráfico dentro e fora do estado do Maranhão, a Polícia Civil tem buscado cada vez mais por intermédio dessas equipes combater de maneira ostensiva os crimes de tráfico em toda região, junto com o apoio de Policiais de outros Estados.

Também foi implantada no ano de 2017 a seção de cinófila que conta hoje com dois cães farejadores o Vini e o Glock, que são utilizados em locais de difícil percepção humana. Outra ferramenta utilizada no combate ao tráfico de drogas é o aplicativo WhatsApp no que funciona 24 horas e que garante o anonimato da pessoa que denuncia, e tem contribuído cada vez mais para o número de denúncias a respeito desses tipos de crimes.

senarc

Foto: Reprodução

Para o ano de 2018 a Superintendência de Estado de Repreensão a Narcotráfico (Senarc), tem almejado outras maneiras de prevenção à comunidade, como a criação de um grupo de instrutores que visa levar palestras e visitas dos cães a escolas públicas e particulares com o objetivo de precaver que jovens e crianças adentre no mundo das drogas.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


6 − 3 =