Publicidade
Página Inicial

SSP esclarece que quadrilha que realizou ataque a banco em Bacabal é uma das maiores do país

28/11/2018 às 18:06 em Polícia

Em coletiva realizada no auditório da Secretaria de Segurança Pública, Leofredo Ramos, o Secretário de Segurança Pública do Maranhão Jefferson Portela repassou à imprensa, que a Polícia Militar reagiu de forma enérgica ao ataque contra o 15º Batalhão da Polícia Militar, ocorrido no dia 25 de novembro último. A ação realizada pela Companhia de Sobrevivência em Área Rural (Cosar) após tomar conhecimento do ataque contra o batalhão, de posse de fuzis, realizou o contra-ataque de forma precisa, onde alvejou 03 dos principais líderes da quadrilha. Após a ação do Cosar, a quadrilha recuou, iniciando então uma reação dos policiais militares contra os ataques ao Cereti, um anexo do banco do Brasil.

Durante a coletiva, Secretário de Segurança Jefferson Portela citou nomes dos envolvidos mortos, alvejados de forma precisa pela equipe do Cosar. Um dos criminosos no momento que fora alvejado, estava usando um veículo blindado. Na ação contra o 15 Batalhão da Polícia Militar, ele fora alvejado por um disparo pela equipe do Cosar e veio a óbito ainda no local. O acusado morto e identificado por… Seria o irmão de José Francisco Lumes, conhecido como “Zé de Lessa”, um dos maiores quadrilheiros do país, hoje radicado no Uruguai.  Os três envolvidos mortos em Bacabal estavam realizando disparos contra o 15º Batalhão da PM de Bacabal. Eles estavam usando de armas longas, tipo fuzis, usando ainda reféns como “escudo humano, para dificultar a ação da polícia”. Na ação criminosa, os bandidos estavam usando um veículo blindado. Mesma nestas condições, a reação da equipe da Polícia Militar, por meio do Cosar, fora preciso, culminando na morte de 03 de seus integrantes.

O Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela revelou, “Após os criminosos de frente do grupo, serem alvejados pela equipe do Cosar, o bando ficou desnorteado e dando um recuo ao ataque contra o batalhão da Polícia Militar. Nessa fugam usaram ainda os reféns como escudo humano, o que dificultou uma ação contínua da equipe do Cosar. A ação da Polícia Militar foi enérgica e precisa. As forças de Segurança já identificaram alguns membros da quadrilha, onde será realizado o pedido do Cumprimento de mandado de Prisão. As buscas continuam, sem interrupção. Iremos caçar cada um dos envolvidos na ação criminosa”, pontuou Jefferson Portela.

O Secretário de Segurança informou ainda, acerca da ação da quadrilha “Esta quadrilha é uma das maiores do país, pois conta com cerca de 70 membros cadastrados. A ação dessa quadrilha realizou ataques na Bahia e no Piauí. Esse ataque realizado no município de Bacabal fora realizado por cerca de 30 a 35 envolvidos, não mais que esse quantitativo. A Polícia do Maranhão deu a resposta à altura, onde três dos seus principais envolvidos foram mortos. Um deles, seria irmão de um dos maiores criminosos do país, o José Francisco Lumes, conhecido como “Zé de Lessa”. Este foi morto pelo Cosar, quando estava realizando disparos contra a o 15º BPM. Estes não irão realizar e ou planejar outros ataques contra as agências bancárias do Maranhão. As forças de segurança continuarão no empenho, visando na localização de todos os envolvidos”, considerou o secretário.

Suspeitos conduzidos por se apropriarem de valores do banco

Em continuidade nas informações repassadas os profissionais da imprensa, Jefferson Portela explicou ainda, que foram encaminhados ainda para investigações, um policial Militar do Piauí, o qual fora flagrado com uma certa importância em dinheiro, valores estes, oriundo do local assaltado pelo bando. O policial será investigado também, na possibilidade de que possa ter envolvimento com a quadrilha, de forma indireta. Todas as possibilidades serão averiguadas. Fora o policial militar do Piauí, que fora detido, outras 07 pessoas foram também detidas, por conta de estarem subtraindo do local do ataque dos criminosos, valores pertencentes à agência do Banco do Brasil. A Polícia militar já recuperou nas proximidades do anexo do Banco do Brasil, cerca de 3,5 milhões de reais.

Na coletiva na SSP, o Comandante da Polícia Militar do Maranhão. O Cel. Jorge Allen Luongo, agradeceu a reação realizada pela Polícia Militar, contra o ataque criminosos, no município de Bacabal. “As ações estão acontecendo de forma incansável, visando identificar e prender essa quadrilha criminosa. A ação da Polícia Militar contra os criminosos, não foi realizada de forma mais forte, justamente por conta dos civis, que estavam sendo realizados como reféns. A tropa da PM agiu fortemente, e ainda continua essa ação, pela captura dos criminosos”, conclui-o o comandante da PM. Dentre os mortos da quadrilha criminosa, já foram identificados o Gean Martins Rocha, 40 anos, proveniente de Amargosa, da Bahia e Edielson da Silva. As buscas continuam em andamento para a captura dos envolvidos, no ataque ao anexo do Banco do Brasil no município de Bacabal.

Mauro Wagner / Ascom – SSP

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


6 + 3 =