Publicidade
Página Inicial

Agora Lascou! Jarlis Adelino pode está sendo pressionado a não apoiar seu colega de partido Antonio Erismar

05/08/2014 às 21:29 em Política

Erismar e jarlisInformações encaminhadas à redação do Blog do Antonio Marcos na manhã desta terça-feira (5) dão conta de que o Sr. Jarlis Adelino, 1º suplente de vereador e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Açailândia e Região Sul do Maranhão – STIMA, vem sendo pressionado por grande maioria das lideranças que integram seu grupo político, a não apoiar o “seu colega de partido”, Antonio Erismar.

O fato de não se relacionar e não ter desenvolvido uma boa atuação enquanto vice-prefeito levou Erismar a uma situação de total desconforto, politicamente falando. A resistência contra o ex-vice prefeito e candidato a deputado estadual, começa dentro do seu próprio partido (PT).

Na última eleição municipal, Antonio Erismar fez aliança com o PSDB e agora fez “conchavo” com o PCdoB, partido e coligação totalmente contraria as diretrizes estabelecidas pelo PT NACIONAL que nessa eleição vai coligado com o PMDB de Lobão Filho.

O fato de Erismar estar sempre contra as decisões do diretório nacional do partido ao qual o mesmo ainda é afiliado, faz com que o mesmo se torne mais desacreditado ainda. Ainda segundo a fonte fidedigna, o fato de Jarlis ter deixado transparecer a intenção de apoiá-lo, foi o suficiente para provocar um verdadeiro “reboliço” dentro do seu grupo.

Uma reunião que deverá acontecer na manhã desta quarta-feira (6), em local ainda incerto deverá por fim na situação. Jarlis deverá se manifestar sobre o assunto, resolvendo de vez o  impasse que vem lhe causando desgastes políticos junto aos seus aliados.

Um tiro no pé…

Caso Jarlis Adelino resolva e de encontro seu grupo e apoiar Erismar pode estar dando um “TIRO NO PRÓPRIO PÉ”. O titular desta página (Antonio Marcos), procurou o presidente do STIMA para falar sobre o assunto, mas o mesmo não foi localizado.

É Aguardar e Conferir!

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


1 + = 2