Publicidade
Página Inicial

Delegado Carlos Alessandro prende Suspeitos da morte de presidente de Associação

01/07/2011 às 00:57 em Sem categoria
Del. Carlos Alessandro R. Assis
Buriticupu  – Uma operação deflagrada pela Polícia Civil de Buriticupu chefiada pelo delagado Dr. Carlos Alessandro Rodrigues Assis, com o apoio da Polícia Militar deu cumprimento, na última terça-feira a mandados de prisão temporária de dois dos suspeitos de assassinar o presidente da Associação de Nossa Senhora de Fátima dos Pequenos Produtores Rurais do Projeto de Assentamento Rosa Saraiva, Cícero Felipe da Silva, conhecido como “Cícero Palácio”.
O crime ocorreu no dia 6 de fevereiro deste ano, quando Cícero se encontrava à margem da MA-006, no povoado Faísa, zona rural do município de Santa Luzia do tide.
A polícia chegou aos envolvidos após três meses de investigações presididas pelo delegado da cidade de Buriticupu, Carlos Alessandro Rodrigues Assis.
Ele solicitou junto ao juiz da Comarca da cidade, Airton Gutemberg Carvalho Lima, a prisão temporária de: Francisco Leal de Sousa, o “Chico pipa”, de 50 anos; e Francisco Edilazário Pereira Queiroz, o “Barreto”, de 52 anos, empresário do ramo de extração de madeira.
Ambos acusados de estarem envolvidos no homicídio do Presidente da Associação, localizada no Povoado Faísa, área de assentamento rural.
O Homicídio
Em fevereiro deste ano, Francisco Leal e Francisco Edilazário, juntamente com Francisco das Chagas Sousa Lima, que já se encontra morto, e outro homem identificado apenas como Eduardo, planejaram a morte de Cícero Palácio a fim de que Francisco Leal, então vice-presidente, se tornasse presidente da Associação Nossa Senhora de Fátima dos Pequenos Produtores Rurais do Projeto de Assentamento Rosa Saraiva, com sede no povoado Faísa, zona rural do município de Santa Luzia do tide.
Com base nas informações apuradas no inquérito, o objetivo do bando era desviar parte dos recursos de R$ 1.026.909,89, doados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para a aplicação no projeto de reforma de 155 casas e a construção de 26 novas habitações no assentamento.
Esse recurso teria chamado atenção de Francisco das Chagas, na época, ex-presidente da entidade e também irmão do atual vice-presidente, Francisco Leal de Sousa.
Por conta disso, eles arquitetaram o plano de destituir Cícero do cargo de presidente, já que este não compactuava com o plano do bando.
Os membros da associação ainda se reuniram para manter Cícero na presidência. Mas em outra assembléia geral, no dia 31 de janeiro de 2010, ocasião em que fora realizada nova eleição, Francisco Leal de Sousa foi empossado como presidente e Francisco das Chagas Sousa Lima como primeiro-secretário, o que era muito conveniente para os interesses do grupo.
Diante de tal impasse, Cícero Felipe da Silva ajuizou a ação na justiça, pedido a anulação do pleito. A audiência estaria marcada para o dia 15 de fevereiro deste ano.
No dia 6 de fevereiro, Cícero foi alvejado com nove tiros de arma de fogo, às margens da MA-006, no povoado Faísa zona rural entre os municípios de Buriticupu e Santa Luzia.
O autor, segundo apontado nas investigações, é o Eduardo, que ainda está foragido. Conforme consta na investigação, eles planejaram a morte de Cícero por conta de uma eventual decisão judicial desfavorável da Justiça. Antes, ele já havia sofrido outro atentado próximo à sua residência.
A prisão dos acusados ocorreu no mesmo povoado logo após a expedição dos seus respectivos mandados de prisões provisórias.
De acordo com o delegado Carlos Alessandro, os acusados ficarão detidos à disposição da justiça que decidirá pela prisão preventiva dos envolvidos. Ele disse que as investigações sobre o caso devem prosseguir.
Conflitos agrários
De acordo com relatos do pedido de prisão temporária, solicitado pelo delegado Carlos Alessandro, em um documento encaminhado à Superintendência Regional do Incra, em 19 de agosto de 2009, o delegado Federal do Desenvolvimento Agrário do Maranhão, José Inácio Sodré Rodrigues, relatava uma série de possíveis irregularidades relacionadas à administração dos recursos federais cedidos a Associação de Nossa Senhora de Fátima dos Pequenos Produtores Rurais do Projeto de Assentamento Rosa Saraiva.

As informações são da Secom do Estado.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


+ 2 = 7