Publicidade
Página Inicial

Deputada Francisca Primo conversa com Superintendente Regional da PRF sobre animais soltos nas BR’s

22/08/2017 às 19:44 em Política
Franc

Deputada Francisca Primo (PCdoB) durante reunião com o Superintendente Regional da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Maranhão, Paulo Fernando Nunes Moreno

A deputada Francisca Primo (PCdoB) recebeu, na tarde de ontem (21), em seu gabinete, o superintendente da Polícia Rodoviária Federal, no Maranhão, Paulo Fernando Nunes Moreno, onde conversaram sobre a quantidade de animais soltos nas BR’s do Estado, que está causando sérios transtornos aos condutores dos veículos, inclusive, com mortes.

Semana passada a deputada usou a tribuna para alertar e pedir providências tanto da PRF como dos proprietários dos animais. “A todo momento temos noticias de acidentes e, muito deles, com vítimas fatais. Vamos analisar e saber de quem é a responsabilidade e o que podemos fazer para tirar esses animais das estradas”, acentuou a deputada no seu discurso.

Na reunião de ontem, o superintendente regional da PRF, Paulo Fernando Nunes Moreno, disse que está à disposição para recolher os animais, inclusive, possui o carro “gaiola” para fazer essa operação. “O problema é que não temos onde colocar esses animais. Acredito que a situação pode até ser resolvida se forem feitas parcerias com os prefeitos”, afirmou Paulo Moreno, lembrando que já conversou com alguns prefeitos sobre o assunto.

Francisca Primo enfatizou que diante da gravidade da situação, algumas pedidas precisam ser tomadas com urgência. Uma das alternativas seria os prefeitos disponibilizarem os locais para abrigar esses animais; também poderia haver a doação desses animais. Outra alternativa seria a venda desses animais, principalmente os jumentos, para o Frigorífico de Amargosa, localizado no Estado da Bahia que cria e compra esses animais para exportação.

“Alguns fazendeiros já se dispuseram a receber os animais por  um período até ser encontrada uma solução”, disse Francisca Primo, afirmando que será agendada uma reunião com o representante da FAMEM; da Associação dos Criadores e da PRF para discutir o problema. “Do jeito que está não pode continuar”, finalizou Francisca Primo.

Da Assessoria

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 + = 12