Publicidade
Página Inicial

Dr. Cristiano Filho move ‘Ação Criminal’ contra tio do prefeito Lúcio que lhe chamou de ladrão

20/03/2017 às 23:44 em Política

“Levarei as malhas da justiça, Wilson e todos que curtiram ou compartilharam sua postagem caluniosa, para que provem que roubei”.

Cristiano Filho

Christiano Fernandes de Assis Filho (Dr. Cristiano Filho)

Após entrevista concedida ao Blog do Antônio Marcos no último dia 06 do mês em curso, o advogado Christiano Fernandes de Assis Filho (Dr. Cristiano Filho), atual assessor jurídico da Câmara Municipal de Açailândia, passou a ser alvo de “ataques gratuitos” por parte de familiares do prefeito de Itinga do Maranhão, Lúcio Flávio Oliveira (PSDB).

Durante a entrevista, o advogado criticou a forma desastrosa como o gestor vem administrando o município, o que acabou causando um verdadeiro “reboliço” no ninho tucano. Alguns não conseguiram conter os ânimos e acabaram extrapolando os limites. “Se ele (Cristiano) quiser ver um ladrão, basta olhar no espelho”, teria dito um tio do prefeito.

O Sr. Wilson Neves de Oliveira, bem como o próprio prefeito e o presidente da Câmara de Vereadores daquela cidade que através de redes sociais (WhatsApp e Facebook) também compartilharam o texto que o advogado chama de “Injuria”, serão processados criminalmente. De acordo com o jurista, Wilson Oliveira (tio do prefeito) e todos que disseminaram a postagem terão que provar na justiça as afirmações feitas a seu respeito.

Em nota a imprensa, Dr. Cristiano Filho reforça que não vai deixar barato: “Levarei Wilson e todos que compartilharam sua calúnia as malhas da justiça para que provem que roubei”.

Desde a manhã desta segunda-feira (20) tramita na justiça sob o Nº 313-27.207.8.10.0093, processo contra Wilson Oliveira.

Numero do processo

Veja a integra da nota:

Quero dizer que eu sou contra qualquer tipo de censura. Defendo o direito da pessoa se manifestar da forma que bem entender. Todo cidadão tem direito de colocar seu ponto de vista, seu descontentamento. Agora, o que não podemos é achar que o cidadão tem o direito de fazer ataques gratuitos à honra de outro e isto passar impune.

No caso concreto, vemos que os ataques à minha pessoa extrapolaram o aceitável. Uma pessoa, em um gesto covarde, usou a clandestinidade de uma página no FACEBBOK para dizer que eu sou corrupto. Lógico que eu estou tomando as providências para descobrir de quem se trata e irei mover uma ação judicial para que ele prove, perante a autoridade judiciária, qual ato de corrupção eu pratiquei.

Teve outro, tio do prefeito municipal, que disse que eu sou ladrão. Eu já movi uma ação criminal para que ele também compareça em juízo para provar o que foi que eu roubei. Aliás, disse que é meu grande amigo. Deus me livre desse tipo de amizade!!!!!! Deve-se dizer que a matéria foi publicada na página pessoal do presidente da Câmara Municipal e na página pessoal do Prefeito Municipal.

Devo dizer que algumas pessoas, desconhecendo a gravidade do que fizeram, compartilharam ou curtiram estas matérias. É bom que saibam que estas também estão praticando o mesmo crime daquele que é o autor da matéria. Podem vir a responder criminalmente por isto.

Se por um lado recebi algumas críticas, recebi um número infinitamente maior de apoio de pessoas que concordam com o meu ponto de vista.

As críticas partiram de pessoas diretamente ligadas à administração: o próprio Prefeito, o Presidente da Câmara Municipal e uma meia dúzia de gatos pingados, ao publicarem matérias injuriosas…

Esta tática é antiga. Funciona assim: quando um grupo que está no poder recebe críticas e estas críticas são verdadeiras, tenta-se desqualificar a pessoa que fez tais críticas. Desqualificando o crítico, as críticas por ele feitas caem no vazio.

Quero dizer que se a tática é esta, procurem outro porque não me intimidarei. Ser provocado como estou sendo, serve para cada vez mais provar que estou no caminho certo.

 

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 − = 4