Publicidade
Página Inicial

Empresa de Informática que tem contrato com prefeitura funciona em “Prédio do Prefeito”

20/08/2013 às 19:14 em Política
BTYWAY OK

Empresa fica localizada na Av. Castelo Branco, centro da cidade.

Buriticupu – Coincidência ou não, a empresa A. S. dos Anjos – Comércio e Serviço que ganhou licitação e celebrou contrato com a prefeitura municipal de Buriticupu de R$555.500 (mais de meio milhão de reais), apenas para fornecer produtos de Informática para a prefeitura, segundo informações, funciona em um prédio de propriedade do prefeito José Gomes Rodrigues (PMDB), “situação no mínimo curiosa”.

O titular da empresa, Sr. Abimael Anjos, através e-mail encaminhado à redação deste Noticioso Blog na noite desta segunda-feira (19), faz questão de explicar que o prefeito José Gomes Rodrigues só pretende usar o dinheiro para comprar de acordo com as necessidades das secretarias e que outras empresas também participaram do processo licitatório do qual sua empresa foi uma das vencedoras.

Abimael

E-mail encaminhado a redação do Blog pelo o titular da Bityway.

Fortes Suspeitas

A sede da empresa JCS Comercio Ltda–me que também tem um contrato com a prefeitura de R$ 538.619,00 para fornecimento de produtos de informática para a prefeitura não foi localizada. A sede da mesma seria na Rua Tropical, nº 158, Bairro Terra Bela.

A equipe do Blog percorreu toda Rua Tropical, onde pode constatar que ali não existe sede de empresa alguma, o que reforça as suspeitas de que pode se tratar de mais uma “Empresa Fantasma”, criada com a finalidade desviar recursos públicos.

A título de informação, a rua onde ficaria a sede da empresa se encontra intrafegável, não permitindo o tráfego de veículos, até mesmo de pequeno porte.

O Contrato celebrado entre a prefeitura e as empresas acima mencionadas ultrapassa ‘Um Milhão de Reais’ que será gasto só deus sabe como.

Outro Caso

Em um passado recente, o Blog publicou uma denuncia envolvendo a empresa S. A. S. Barbosa no valor de R$ 554.992,75 que seriam gastos apenas com manutenção de poços artesianos durante 6 meses. Após o caso vir à tona, o titular da empresa foi logo tratando de descaracterizar a denuncia, pintando o muro e colocando uma placa no local, o que não quer dizer muita coisa.

Veja o antes e o depois da denuncia:

Antes ESSA

Local onde seria a sede da empresa S. A. S. Barbosa (antes da denuncia)

Depois

Local onde seria a sede da empresa S. A. S. Barbosa (depois da denuncia)

Por Antônio Marcos

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


+ 7 = 12