Publicidade
Página Inicial

Justiça visita Centro de Detenção Provisória de Açailândia; presos são ouvidos

29/01/2014 às 08:23 em Justiça
SONY DSC

Juiz de direito Pedro Guimarães e Dra. Sandra, promotora de justiça

O juiz da 5ª vara, Dr. Pedro Guimarães e a promotora de Justiça Dra. Sandra, visitaram no inicio da tarde desta terça-feira (28), o centro de detenção provisória – CDP de Açailândia.

A visita contou também com a presença de membros do Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos – CDVDH. Segundo o magistrado, o objetivo da visita é ouvir de forma individual todos os detentos e procurar proporcioná-los condições dignas no cumprimento de suas penas.

A deficiência do presidio foi destaque em todo mundo. A cadeia possui 10 celas com capacidade para 70 presos (sete em cada cela), mas segundo o juiz atualmente hospeda 140 (o dobro de sua capacidade), formando assim uma superlotação. As péssimas condições higiênicas é também uma das principais reclamações dos detentos.

De acordo com informações repassadas a imprensa pela a própria justiça, existe uma vera para ampliação do presidio, o que não aconteceu ainda por falta de empenho dos competentes. Uma “Montanha” de entulho e carros velhos no pátio da cadeia seria uma das causas pela qual a obra ainda não foi iniciada.

Em conversa com o titular desta página, o magistrado declarou que juntamente com o Ministério Público irão analisar todos os processos. Segundo ele o objetivo não é esvaziar a cadeia e sim “Fazer justiça”.

Em principais presídios do estado já estar acontecendo mutirão carcerário que visa rever pontos importantes, como por exemplo, a lentidão no julgamento de processos.

Por Antonio Marcos

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


− 5 = 4