Publicidade
Página Inicial

Lascou! Prédio da Funasa abriga focos do mosquito Aedes aegypti

27/03/2016 às 08:48 em Geral

Situação preocupa quem trabalha próximo ao prédio. Estacionamento da Funasa possui carros velhos, pneus e caixas d’água.

funasa

Carros abandonados e até caixas d’água destampadas compõem um cenário de descaso no prédio da Funasa em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

O prédio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), no bairro Jordoa, em São Luis, está virando um grande criadouro para a reprodução e proliferação do mosquito Aedes aegypti. No local, carros abandonados, pneus velhos e até caixas d’água destampadas compõem um cenário de descaso.

A comerciante Maria José Melo trabalha em frente ao prédio da Funasa e diz que está preocupada com a grande quantidade de veículos velhos e abandonados que estão parados no estacionamento da Funasa. Ela acrescenta que teme a presença do mosquito transmissor da dengue, vírus da zica e chikungunya “Muito carro velho, pneu velho, coisas velhas que a gente sabe que pode tá acumulando o desenvolvimento do mosquito”.

O chefe de Divisão de Administração da Funasa, Márcio Cavalcante, revela que medidas de urgência, como o leilão de veículos, estão sendo adotadas a fim de  acabar o acúmulo de veículos velhos no local.

“À medida que está sendo adotada, a medida de urgência que é um leilão, que é a medida legal a ser adotada. É a única medida que pode ser feita é o leilão. Nós estamos trabalhando com a dispensa buscando a empresa que tenha a capacidade, a estrutura de imediato de fazer a retirada e acreditamos que no máximo 15, 20 dias esse processo vai tá finalizado para que a empresa possa recorrê-los de imediato”, finaliza.

Do G1/MA

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 − = 6