Publicidade
Página Inicial

Major que agrediu Comandante Geral da PM pode se apresentar nas próximas horas

14/12/2012 às 14:57 em Polícia

São Luis – A Corregedoria da Polícia Militar do Maranhão informou há pouco à imprensa, que vai abrir um processo administrativo para investigar a briga entre o Major Brandão e o comandante geral da PM, Coronel Franklin Pacheco.

Brandão foi um dos líderes do movimento de greve que mobilizou boa parte do efetivo. Dentro da caserna há um espírito de desânimo, situação comentada pelos próprios oficiais. A briga entre os dois militares seria apenas a ponta de um grande problema de indisciplina e interferências de toda ordem, inclusive político-partidária no meio da instituição.

O major continua desaparecido desde a confusão de ontem pela manhã no campo de futebol da corporação, no bairro do Calhau. Ele teria desferido um soco no coronel após um “encontrão” e um bate boca entre os dois. Na Corregedoria informou-se extra-oficialmente que o major poderá se apresentar ainda nesta sexta-feira (14/12) ao comando geral.

De acordo com o responsável pela Corregedoria, Vicente de Paula Moreira da Silva, nunca teria acontecido um caso como esse na corporação, uma agressão de um subordinado direto. Como conseqüências do caso, de acordo com Moreira da Silva, o Major Brandão pode ser preso e dependendo do que for apurado ele pode inclusive ser expulso da corporação.

Já a 5º sessão da Policia Militar, informou que o Comandante Geral da PMMA, coronel Franklin Pacheco ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. Foi informado ainda que não há prazo para que a prisão deixe de ser em flagrante.

Fonte/Difusora

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


3 − 1 =