Publicidade
Página Inicial

Não se sabe a que “cargas d’água”, prefeito de Buriticupu João Carlos manda cortar árvores da cidade

16/08/2021 às 04:21 em Sem categoria

Crimes contra o meio ambiente praticados pela prefeitura, pasmem, através da secretaria de Meio Ambiente, revolta a população!

A Secretaria de Meio Ambiente é um dos órgãos que consta na estrutura administrativa de estados e municípios, sendo suas principais atribuições a elaboração de políticas públicas, a nível regional, que tenham como maior objetivo a ‘Preservação do Meio Ambiente e os Recursos Naturais’. Mas quando esse importante equipamento, que tem como principal objetivo, a preservação do meio ambiente, faz ao contrário?

A população do município de Buriticupu está revoltada com o prefeito João Carlos (Patriota), que teria autorizado seu Secretário de Meio Ambiente, o ex-vereador Antônio Leandro Lima do Nascimento (Léo Lando), cortar centenas de árvores, na sede e povoados daquele município.

A grande maioria das árvores quê estão sendo cortadas fazem parte de um projeto de arborização executado pela gestão passada. Um dos projetos foi uma iniciativa do então vice-prefeito daquele município, Sr. João Benedito dos Santos (in memoriam), que assim como qualquer ser humano que ama a natureza, sonhava com uma cidade arborizada.

Quando questionados sobre tamanha “devastação”, o prefeito e seu secretário alegam que o espaço ocupado pelas árvores que passaram a embelezar a cidade, dará lugar a uma espécie de “pista de cupper”, o que não justifica tais crimes cometidos contra o Meio Ambiente.

Em um povoado de nome Buritizinho, localizado há cerca de 5km da sede do município, o secretário “doidão” e sua turma, sem nenhuma justificativa plausível, cortaram uma árvore da espécie ipê, plantada e cultivada há mais de 30 anos por um morador da comunidade, que ficou indignado com o ocorrido, e não é prá menos..

O mais absurdo, é que meio a tudo isso, poderes constituídos, como por exemplo, a Câmara de Vereadores, onde tem alguns quê se auto-intitulam “Fiscais do Povo”, assistem tudo de “camarote” e nada fazem para ao menos parar os “malucos” quê segurem contando todas as árvores da cidade.

Bosque Maracajá

Como se não bastasse o estrago já feito por toda a cidade, o Bosque Maracajá (área de floresta nativa), localizada no centro da cidade, seria o próximo alvo. O que se comenta a “boca miúda” é quê a Secretaria de Meio Ambiente tiraria todos os bichos do bosque e levaria para um outro local, sob alegação de que o local seria transformado em uma praça.

Diante de tamanho absurdo, fica uma pergunta: As autoridades competentes vão continuar assistindo esse “filme de terror” de “braços cruzados”?

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


4 − 4 =