Publicidade
Página Inicial

Polícia já tem nomes dos principais suspeitos de terem mandado incendiar ‘PALÁCIO MARACAJÁ’, em Buriticupu

28/04/2013 às 12:54 em Destaque, Polícia

No prédio funcionava a diretoria de tributos, junta de serviço de alistamento militar, setor de identificação e secretarias de Governo e meio ambiente.

incendio EDITADA ESSABuriticupu – A Polícia Civil de Buriticupu prendeu na última sexta-feira (26), o principal suspeito de ter incendiado no dia 22 de dezembro de 2012, o Palácio Maracajá, patrimônio histórico daquele município, construído na década de 1.970 para abrigar o então Governador do Maranhão Pedro Neiva de Santana e sua comitiva em visitas ao Projeto de Colonização de Buriticupu.

Além de dar abrigo o então governador Pedro Neiva, no prédio funcionou a prefeitura e quando foi incendiado hospedava a diretoria de tributos, uma junta do serviço de alistamento militar, setor de identificação e as secretarias de Governo e meio ambiente.

 A prisão

A prisão do suspeito aconteceu por volta das 8h, no próprio município. Segundo o delegado, o suspeito nega a autoria do crime, no entanto, denúncias anônimas fizeram com que as investigações chegassem até ele. “Ele será indiciado por dano qualificado. Através de denúncias de pessoas que não podemos identificar, nós chegamos até ele e os indícios levantados com a investigação nos levam a crer que ele é realmente o autor. Agora as investigações serão voltadas para identificar a pessoa que foi a mandante do crime”, explicou. O delegado Carlos Alessandro também informou que já tem os nomes dos principais suspeitos de terem mandado incendiar o prédio.

A imagem e nome dos suspeitos ainda não foram divulgados para não atrapalhar as investigações.

Por Antonio Marcos

Com informações da Polícia Civil de Buriticupu

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 − 5 =