Publicidade
Página Inicial

População ameaça linchar homicida que matou jovem com “requinte” de crueldade

29/07/2011 às 23:32 em Sem categoria
Zé Doca – Danilo Morais Gomes, preso sob acusação de assassinar a vendedora: Jeane Sousa Santos de 27 anos, no ultimo dia 20, na cidade de Zé Doca a 311 km de São Luís, teve que ser transferido urgentemente para outra unidade prisional por segurança.

Danilo foi preso no dia 21, um dia após o crime, depois de testemunhas afirmarem em depoimento ter visto Danilo na companhia de Jeane pela ultima vez.

No primeiro instante  ele negou o crime, mas depois de um amigo de infância de Danilo confirmar em depoimento ter visto Danilo com Jeane, ele começou a chorar e confirmou o que todos suspeitavam: ter matado Jeane.

No momento que a policia levava Danilo até a Delegacia de Zé Doca, populares estavam cercando a delegacia para fazer “justiça com as próprias mãos”.

O Investigador Almada revelou em conversa com a nossa reportagem, que cerca de mil pessoas estavam a espera do acusado para o lincharem.

E por medidas de segurança para Danilo e a guarnição que estava de Plantão, além de outros presos, ele foi levado imediatamente para a Delegacia de Bom Jardim que fica a 60 km de Zé Doca.

Ainda assim a população se locomoveu para a cidade Governador Newton Belo que fica a 15 km de Zé Doca, pensando que ele fosse encaminhado a delegacia de lá.

Investigação
O investigador disse ainda que Danilo era conhecido de Jeane, pois teria pintado a frente da casa da vítima a cerca de um ano. A polícia investiga que o crime teria sido planejado.

Fonte/o imparcial

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 − 5 =