Publicidade
Página Inicial

Pres. do SINDSEB requer junto ao Ministério Público a devolução de ‘Cinco Milhões’ do IPSEMB supostamente desviados

26/02/2014 às 07:41 em Regional

“Nossa expectativa é de que o caso seja investigado, o dinheiro recuperado e os culpados enjaulados (na cadeia)”, diz o presidente do SINDSEB 

jamerson londoso

Jamerson Lindoso (Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Buriticupu – SINDSEB

Buriticupu – De posse de documentos que segundo ele provam que houve o desvio de mais de 5 Milhões de reais do Instituto de Previdência Própria de Buriticupu, (IPSEMB) em 2012, o Sr. Jamerson Lindoso (Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Buriticupu – SINDSEB), protocolou nesta segunda-feira (24) no Ministério Público, uma denúncia contra a prefeitura de Buriticupu. 

Mesmo sabendo do perigo que é continuar abordando um assunto que até mesmo os poderosos têm medo de falar, Jamerson está convicto de que é preciso mais do que coragem para recuperar o dinheiro dos trabalhadores, por isso acionou o Ministério Público na expectativa de que o caso seja investigado, o dinheiro recuperado e os culpados enjaulados (na cadeia).

Como foi noticiado aqui neste Blog, uma das primeiras ações do atual gestor foi assumir a dívida do IPSEMB, assinando (02) dois contratos com o INSS para cobrir o rombo em suaves parcelas divididas em mais de 30 anos, tudo isso para que o município não tivesse as receitas comprometidas, os convênios fossem liberados e o povo não sinta o impacto tão negativo de ter que pagar a mesma conta duas vezes, com juros e correção monetária.

Prefeito-Zé-Gomes1

Prefeito de Buriticupu, José Gomes Rodrigues (PMDB)

Segundo consta, o prefeito José Gomes Rodrigues (PMDB), o “Zé Gomes” tinha que assumir a dívida do IPSEMB porque se não ficaria impedido de receber dinheiro dos programas federais, ou seja, ele foi obrigado a fazer o parcelamento, mas ao fazer isso acabou produzindo provas de que houve o desvio, por tanto, caberia primeiramente a ele processar o ex-gestor Antonio Marcos de Oliveira, o “Primo” que era o responsável pelo IPSEMB em 2012, mas “Estranhamente”, além de não processar o ex-gestor ele ainda deu um cargo de confiança para o ex-presidente do IPSEMB da época em que houve o desvio.

Por tudo isso é que o Presidente do SINDSEB acredita que este caso é fácil e ao mesmo tempo difícil de resolver.

Segundo o senhor Jamerson Lindoso, fácil porque tem provas de que houve o desvio e sabe onde, quando e quem eram os responsáveis, mas também difícil porque os prejudicados nessa história, (os trabalhadores) pouco entendem deste assunto.

Ainda segundo Lindoso, muitos não se interessam e outros já deram o caso como perdido. As autoridades do legislativo (vereadores) dispensam comentários, sabe lá Deus por que.

Do Blog Ultima Chance

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


7 − 6 =