Publicidade
Página Inicial

Como antecipou o blog, Léo Cunha quer empurrar de “goela a baixo” na população aumento da taxa de iluminação pública

18/08/2021 às 05:35 em Sem categoria

Aos poucos os “planos maléficos” do prefeito perseguidor Léo Cunha estão se revelando. Pois é, o titular deste noticioso (Blog do Antônio Marcos) está sendo processado por ter revelado a intenção do prefeito “inimigo dos professores”, de aumentar a taxa de iluminação publica (REVEJA), o que agora vem a tona.

Um dos vereadores daquela cidade, Diney Noleto quê vem demonstrando está do lado do povo, revelou que seus colegas vereadores o convidaram para participar de uma reunião para tratar do reajuste da famigerada taxa de iluminação pública.

Como a mentira nunca irá se sobrepor a verdade, a máscara de Léo Cunha aos poucos está caíndo. Após dizer não aos professores e partir para a guerra contra a classe, agora ele resolve mexer no bolso de toda a população, como já havíamos denunciado.

O argumento utilizado pelo gestor para não pagar a data base dos professores, é que não se pode realizar aumentos de despesas na pandemia. O pagamento da data base na visão dele (Léo Cunha) seria um “reajuste” e portanto não seria legal sua concessão. Porém, quando o assunto é aumentar tributos aí a conversa é diferente, o “Prefeitão Empreendedor” entende que pode e deve reajustar a Contribuição de Iluminação Pública nas contas de luz de todos os Estreitenses. Ou seja, Cunha usa dois pesos e duas medidas.

A confirmação dessa “imoralidade” veio na sessão da câmara de vereadores desta terça-feira (17), quando o Vereador Diney Noleto, indignado com a situação, revelou o “plano maquiavélico” da atual gestão, que até então era tratado a portas fechadas.

Na se sabe a troco de quê, a maioria dos vereadores simplesmente concordam em manter em segredo, escondendo da população tal plano. Mais grave que isso, é que os “pseudos” vereadores não se posicionam publicamente contra a idéia; com relação a esse o outros assuntos de interesse da população, os mesmos seguem “surdos, cegos e mudos”.

Para os vereadores “pucha saco”, seria um absurdo pedir que Léo Cunha respeite a população de Estreito, que está a mercê da própria sorte.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


9 + = 11