Publicidade
Página Inicial

Cerca de 41 prefeituras serão investigadas sobre esquema de agiotagem, no MA

23/02/2015 às 07:20 em Geral

Polícia Civil decide reabrir inquérito sobre esquema de agiotagem envolvendo gestores e ex-gestores maranhenses. Delegado-geral informa que investigações estão sendo aprofundadas.

image163

Augusto Barros (Delegado Geral da Polícia Civil no MA)

O governo do estado deve voltar a investigar esquema de agiotagem. O anúncio foi feito pelo secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela, em visita à Assembléia Legislativa no inicio do mês e foi confirmada pela Polícia Civil do Maranhão, através do delegado-geral, Augusto Barros, que informou a reabertura na semana passada do inquérito que investiga a prática de agiotagem no interior do estado.

Uma comissão formada por três delegados deu início às atividades para avançar a investigação sobre o envolvimento de 41 gestores e ex-gestores municipais em crimes de agiotagem entre 2009 e 2012. Os trabalhos da comissão serão acompanhados pela Delegacia Geral da Polícia Civil, pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

A rede de agiotagem foi descoberta durante as investigações do assassinato do jornalista Décio Sá, morto no dia 23 de abril de 2012 em um bar da avenida Litorânea, em São Luís. O jornalista foi o primeiro a denunciar o esquema envolvendo prefeituras da época.

Em entrevista, o delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros, disse que a polícia verificou que a rede de agiotagem atuava “fortemente” em várias prefeituras a partir das informações obtidas durante a investigação da morte de Décio Sá. “Temos mais de quarenta prefeituras envolvidas, pelo menos com indícios de irregularidades, e estamos aprofundando as investigações. Temos mais informações sobre a participação de gestores públicos na rede em pelo menos cinco ou oito prefeituras”, afirmou o delegado-geral.

Nesse primeiro momento, os delegados estão fazendo a divisão de tarefas para estabelecer o cronograma da investigação a partir do que foi apreendido pela polícia. Boa parte das prefeituras envolvidas no esquema já têm dossiês prontos, com apenas algumas diligências pendentes. Ainda não há previsão para o término dos trabalhos da comissão, porque em alguns envolvidos no caso ainda devem ter a quebra de sigilo bancário.

CPI da Agiotagem

Em 2013, diante das acusações de envolvimento em crimes de agiotagem e pistolagem no Maranhão, o deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) defendeu a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa do Maranhão para investigar e esclarecer as denúncias contra ele. O deputado afirmava que as acusações correspondiam a uma tentativa de assassinato moral contra ele. Na oportunidade não foram conseguidas as assinaturas necessárias.

Lista das prefeituras maranhenses investigadas

Apicum-Açu

Arari

Bacabal

Brejo

Cajapió

Cândido Mendes

Catanhede

Caxias

Coelho Neto

Cururupu

Dom Pedro

Lago Verde

Lagoa Grande

Magalhães de Almeida

Marajá do Sena

Mirador

Miranda do Norte

Mirinzal

Nina Rodrigues

Paço do Lumiar

Pastos Bons

Paulo Ramos

Penalva

Pindaré Mirim

Pinheiro

Rosário

Santa Luzia

Santa Luzia do Paruá

São Domingos do Azeitão

São Domingos do Maranhão

São Francisco do Brejão

São João do Sóter

São Luís

Serrano do Maranhão

Sucupira do Riachão

Timon

Turilândia

Tutoia

Urbano Santos

Vargem Grande

Zé Doca

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


6 − 2 =