Página Inicial

Categoria Mundo

Aos 107 anos, missionária estrangeira continua pregando o evangelho

03/06/2017 s 08:49 em Mundo

Allie Candler acredita que Deus pode usar qualquer pessoa que se dispuser.

MissionáriaAlgumas pessoas não acreditam em aposentadoria. Uma delas Allie Candler, que foi chamada por Deus para missões aos 22 anos. Hoje com 107, ela continua “servindo as pessoas” e falando a todos que pode sobre Jesus.

Ela não acredita que alguém pode ser “velho demais” para ser usado por Deus, pois sempre defendeu que o Senhor pode usar todos que estiverem dispostos a servi-lo.

Membro da missão Batista do Sul, a maior dos Estados Unidos, Candler testemunha que Deus a chamou para missões dois anos depois dela aceitar a Jesus. Na ocasião, o pregador perguntou: “Você foi salva, mas dedicou sua vida a Ele?”

Naquele dia, conta que sua oração foi: “estou pronta para ser usada como o Senhor quiser me usar”. Acrescentou ainda que Satanás tentou desencorajá-la a levar aquele propósito adiante, mas sua resposta foi: “Diabo, eu não escolhi isso, foi Deus quem me chamou”.

A senhora Candler serviu como missionário no estado da Virgínia, EUA e posteriormente foi evada para o Japão, onde ficou por muitos anos. Várias pessoas de sua família também serviam a Deus, sendo que os seus dois irmãos foram pastores e sua irmã mais nova se casou com um pastor.

Apesar da idade avançada, Allie diz que continua fazendo a obra missionária através de doações. “Você não pode dar mais para Deus que ele dá para você”, costuma dizer. Para ela, uma oferta é como “uma gota no oceano da provisão de Deus”.

Ela explica que usa toda oportunidade que tem para evangelizar e para orar pelas pessoas. Quanto é convidada a testemunhar, costuma estimular os jovens “a se envolveram com missões e a descobrir a vontade do Senhor para suas vidas”.  

Com informações BaptistPress

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

BOMBA! Fundador da Telexfree é preso nos Estados Unidos

10/05/2014 s 20:15 em Mundo

TelexfreeO norte-americano James Matthew Merrill, 52 anos, um dos fundadores da Telexfree, foi preso nesta sexta-feira (9) no estado de Massachusetts, onde corre a investigação contra a empresa. A acusação é de conspiração para cometer fraude eletrônica. Como no Brasil, a Telexfree é investigada nos States por prática de pirâmide financeira.

A Justiça de lá também expediu mandado de prisão contra o sócio de Merrill, o brasileiro Carlos Wanzeler, 45 anos. Como ele ainda não foi encontrado, está sendo considerado foragido. Se forem condenados, Merrill e Wanzeler podem pegar até 20 anos de prisão.

A prisão de James Merrill foi divulgada inicialmente pelo jornal local “The Boston Globe” (confira aqui). O Departamento de Justiça do Estado de Massachusetts depois enviou um comunicado confirmando a prisão. Segundo a Justiça norte-americana, a Telexfree teria conseguido levantar cerca de US$ 1 bilhão em todo o mundo. Pelo menos um milhão de pessoas no Brasil aderiram à companhia, que se apresenta como uma empresa de marketing multinível para venda de pacotes de telefonia.

No mês passado, a Securities and Exchange Comission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários americana) determinou o congelamento dos bens do grupo Telexfree, de seus sócios e de três grandes divulgadores. Em 14 de abril, a direção da empresa anunciou que tinha dado entrada em um pedido de concordata (equivalente a uma recuperação judicial), com o objetivo de reestruturar seus negócios.

Em 9 de janeiro, a Telexfree internacional tinha anunciado, com pompa e circunstância, o patrocínio ao Botafogo. James Merrill veio ao Brasil para o anúncio e aparece na foto com a camisa do clube carioca.

No Brasil, a Telexfree também é investigada por suspeita de prática de pirâmide financeira e, em fevereiro passado, teve o pedido de recuperação judicial negado. As atividades e as contas da Ympactus Comercial, braço brasileiro da Telexfree, foram bloqueadas a pedido do Ministério Público do Acre em junho do ano passado.

No final do mês passado, a empresa foi multada em R$ 5,59 milhões pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom), do Ministério da Justiça. Segundo o ministério, a empresa desrespeitou o Código de Defesa do Consumidor, “omitiu informações sobre os serviços, prometeu lucros rápidos e fáceis, e induziu o consumidor em erro”.

Com informações do Boston Globe e do IG

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

Trágico: Cinquenta cristãos são queimados vivos em casa de pastor na Nigéria

24/08/2013 s 07:47 em Mundo
mocambicano-queimado-vivo

Lideranças da Igreja confirmaram que mais de 100 membros foram mortos em diversas aldeias na Nigéria.

Os ataques a cristãos continuam com força total da Nigéria. Relatórios apontam que mais de 100 pessoas foram mortas por terroristas armados na semana passada e o grupo extremista islâmico Boko Haram, mais uma vez assumiu a responsabilidade por eles.

Enquanto fontes diferentes contabilizam a quantidade de pessoas que perderam suas vidas na semana passada, uma história divulgada pela Baptist Press chamou atenção.

Cerca de 50 membros da Igreja de Cristo na Nigéria, moradores da aldeia de Maseh, foram queimados vivos depois de se refugiarem na casa de seu pastor quando fugiam de mais um ataque terrorista.

“Cinquenta membros de nossa igreja foram mortos no prédio da igreja, onde tinha ido se refugiar [na casa pastoral]. Eles foram mortos junto com o pastor, sua esposa e seus filhos”, explicou Dachollom Datiri, vice-presidente da denominação Igreja de Cristo na Nigéria.

Lideranças da Igreja confirmaram que mais de 100 membros foram mortos em diversas aldeias na Nigéria, incluindo Maseh, Ninchah, Kakkuruk, Kuzen, Negon, Pwabiduk, Kai, Ngyo, Kura Falls, Dogo, Kufang e Ruk.

“A Nigéria está realmente se tornando um novo campo de morte para os cristãos. Centenas de cristãos já foram brutalmente assassinados pelo Boko Haram, incluindo mulheres e crianças”, disse Jerry Dykst, porta-voz do ministério Portas Abertas nos EUA. ”O Boko Haram divulgou, no início desta semana, uma ameaça que todos os cristãos devem se converter ao Islã ou eles nunca terão paz novamente. Seu objetivo é fazer toda a Nigéria um país governado e dominado pela lei sharia”, concluiu.

Innocent Chukwuma, consultor de justiça criminal da Nigéria, vai mais além. “Eu não acho que o Boko Haram poderia, invadir essas aldeias sozinhos. Eles precisam do apoio e colaboração dos moradores locais”, disse.

O pastor Ayo Oritsejafor, presidente da Associação Cristã da Nigéria, fez um apelo, afirmando que o Boko Haram é uma organização terrorista e pedindo que a comunidade internacional lute contra ela como faz com a Al Qaeda.

“Há certos extremistas muçulmanos que acreditam que a Nigéria deve ser uma nação islâmica e o Boko Haram é o principal órgão desse grupo de pessoas… O país sempre teve uma população muito bem dividida entre as duas grandes religiões [cristianismo e islamismo], então não é possível simplesmente islamizar a Nigéria “, acrescentou o pastor.

Fonte: Gospel Prime

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

Receita vai fechar cerco a sites estrangeiros

22/08/2013 s 07:39 em Mundo

Da Folha de São Paulo

receita-federal1São Paulo – As companhias estrangeiras de internet que operam no Brasil terão de pagar mais imposto. A pedido do governo, as agências reguladoras Anatel (telecomunicações) e Ancine (cinema) terão quatro meses para desenvolver um modelo de tributação e notificar empresas como Google, Facebook, Apple e Netflix.

Segundo a Folha apurou com integrantes da área econômica, a expectativa é que a mudança na tributação comece no início de 2014.

O ministro Paulo Bernardo (Comunicações), que já havia defendido isonomia tributária desse tipo de atividade em relação às empresas de TV por assinatura, encomendou às agências um modelo de tributação. O formato será então remetido à Receita Federal, encarregada da cobrança.

Para implantar a mudança, não é necessária nova lei, basta instruir os órgãos federais e notificar as empresas.

Ele argumenta que empresas como Google, Facebook, Apple e Netflix vendem serviços e publicidade no país, mas fazem parte da cobrança no exterior, deixando de recolher tributos.

Segundo o ministro, 25% do preço de um pacote de TV por assinatura, por exemplo, corresponde a impostos.

“Olhando isoladamente, o modelo de negócios é uma belezura. Mas quem está aqui instalado pergunta: por que eu pago imposto e ele não?”, questionou Bernardo.

“Suponha dois supermercados na esquina, um paga imposto e o outro não. Esse que paga vai quebrar. O desequilíbrio é brutal. As atividades são semelhantes e têm de ser tratadas igualmente.”

Bernardo evitou fazer estimativas sobre o aumento da arrecadação com a medida antes de as agências definirem como será o recolhimento e quais impostos incidirão. Também não quis dar prazo para o início da cobrança.

A maior parte das empresas de internet mantém escritórios no Brasil. O ministro, porém, afirmou que as vendas com cartão de crédito internacional não são tributadas. Ele citou como exemplo a compra de um exemplar de jornal na loja eletrônica da Apple, cujo pagamento é feito diretamente em dólares.

CONTEÚDO

O ministro indicou que também será avaliada a exigência de conteúdo nacional, hoje feita às empresas de TV por assinatura. Google, Apple e Netflix, segundo ele, oferecem serviços similares.

“As empresas aqui têm de fazer rede ou satélite para transmitir e têm de cumprir a lei aqui do ponto de vista de impostos e também de conteúdo, porque agora nós exigimos conteúdo nacional. Temos de discutir isso; no mínimo, equiparar”, afirmou o ministro.

OUTRO LADO

Procurado pela Folha, o Google refutou as afirmações de Paulo Bernardo. Por meio de nota, a empresa afirmou que recolhe “todos os impostos que são devidos no Brasil, assim como em todos os outros países” nos quais opera.

Segundo a empresa, foram recolhidos mais de R$ 540 milhões em tributos às “diversas esferas do governo brasileiro” em 2012.

O Google, que tem um centro de engenharia em Minas Gerais e um escritório executivo em São Paulo, afirmou ainda que emprega mais de 600 pessoas no país e já investiu “centenas de milhões de dólares” em operação brasileira.

O Facebook disse pagar todos os impostos exigidos por lei. Apple e Netflix não quiseram se pronunciar.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

Católicos no Brasil caem ao menor percentual da História, diz Datafolha

21/07/2013 s 10:27 em Mundo

Segundo pesquisa realizada pelo Datafolha, os católicos vão pouco à missa e contribuem menos com a igreja.

papa-38eaSão Paulo – Em sua primeira viagem internacional como pontífice, o papa Francisco encontrará um Brasil em que a presença católica continua em declínio, com fiéis relativamente distantes da Igreja nas missas, no dízimo e na convicção sobre assuntos polêmicos, como casamento gay e adoção por casais do mesmo sexo.

As conclusões vêm de pesquisa do Datafolha realizada nos dias 6 e 7 de junho, com 3.758 entrevistados em 180 municípios do país. A margem de erro dos resultados é de dois pontos percentuais.

Segundo o levantamento, 57% dos brasileiros com mais de 16 anos se declaram católicos, patamar mais baixo da história do país. Em 2007, pesquisa semelhante feita pelo Datafolha apontou 64%. Em 1994, eles eram 75%.

O segundo maior bloco religioso do Brasil é o de evangélicos pentecostais (membros de igrejas como a Assembleia de Deus), com 19%. Em seguida estão os evangélicos não pentecostais (de igrejas protestantes com séculos de existência, como os metodistas e os batistas), com 9%.

O engajamento religioso de evangélicos tanto pentecostais como neo pentecostais, é superior ao de católicos quando se observam índices como a frequência nos cultos ou as contribuições financeiras.

Veja o Gráfico!

Grafico DATAFOLHAOs números são parecidos quando se trata de contribuir financeiramente. Dos católicos, 34% afirmam fazer isso sempre, contra cerca de 50% dos evangélicos. Quase um terço dos católicos diz não dar dinheiro algum para a Igreja, contra pouco mais de 10% dos evangélicos.A maioria dos evangélicos (63% dos pentecostais e 51% dos não pentecostais) diz frequentar cultos mais de uma vez por semana, contra 17% dos católicos. Dos membros da Igreja Católica, 28% afirmam participar de cerimônias uma vez por semana, enquanto 21% o fazem uma vez por mês. O mínimo exigido pela igreja é o comparecimento à missa de domingo.

A própria comparação entre valores médios de contribuições mensais deixa clara a diferença entre os grupos cristãos. O valor se aproxima dos R$ 70 por mês para os evangélicos pentecostais, vai para quase R$ 86 no caso dos não pentecostais, mas é de apenas R$ 23 entre católicos.

Embora o valor absoluto de contribuição dos pentecostais seja menor do que o dos não pentecostais, eles provavelmente destinam uma parte maior de sua renda familiar, já que são mais numerosos entre as famílias que ganham até dois salários mínimos.

A pesquisa também confirma a ideia de que, entre as igrejas cristãs, os católicos tendem a ser mais liberais em matéria de costumes, mesmo quando isso contraria a orientação da hierarquia católica.

Só uma minoria deles se diz contra a legalização da união entre pessoas do mesmo sexo (36%) e contra a adoção de crianças por casais homossexuais (42%), índices inferiores ao que pensa a média da população e muito abaixo do registrado entre evangélicos (em torno de 65% e 70%, respectivamente).

Apenas espíritas e umbandistas são mais liberais a respeito desses temas. Mas membros de todas as igrejas cristãs pensam de forma muito parecida sobre o aborto: entre 65% a 70% dizem que a mulher que praticar aborto deve ser processada e presa.

Apesar da polêmica despertada por iniciativas ligadas a grupos religiosos, como o projeto da “cura gay” e o que aumenta garantias para fetos, a maioria dos brasileiros, em especial os católicos, afirma não votar em candidatos indicados pelas igrejas.

Somente 8% dos ouvidos pelo Datafolha declararam já ter escolhido candidatos apoiados por suas igrejas, índice que cai para 5% entre católicos e sobe para 18% entre evangélicos pentecostais.

Do mesmo modo, apenas 11% dos católicos afirmam que a opinião dos líderes religiosos é importante na hora de escolher em quem votar (21% dos evangélicos pentecostais têm essa opinião).

Os dados são mais ambíguos, porém, quando o Datafolha pergunta sobre o apoio à ideia de que líderes religiosos se candidatem a cargos políticos. Um quarto dos católicos concorda com a ideia, número que sobe para cerca de 40% entre evangélicos e é relativamente forte mesmo entre espíritas (26%).

Da Folha de São Paulo

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

Marcha para Jesus reúne mais ‘2 Milhões de Pessoas’ em São Paulo, segundo a PM

30/06/2013 s 09:00 em Mundo

Notícias Gospel

MARCHA
São Paulo – 
Nesse sábado São Paulo está recebendo sua 21ª edição da Marcha para Jesus, que nesse ano tem como tema “Novo Tempo”. O evento, que é organizado pela Igreja Renascer em Cristo, reúne cerca de 2 milhões de pessoas que caminharam da Praça da Luz até a Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, na Zona Norte de São Paulo, no evento que começou às 10h deste sábado (29).

O público estimado no evento é duas vezes maior que o da edição de 2012. Os números de publico foram dados pelo apóstolo Estevam Hernandes, da Igreja Renascer, que preside o evento. Ele afirma que o grande público presente nessa edição da Marcha foi motivado pelas manifestações que tomaram o país nas últimas semanas. A PM estima que, por volta das 15h, o público era de cerca de 400 mil pessoas.

– Acredito que muitas pessoas foram motivadas pelas manifestações a estar marchando também – declarou Hernandes, segundo o G1.

A realização do evento demandou grandes intervenções no trânsito da capital paulista. Para garantir a segurança da Marcha, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) bloqueou diversos corredores de tráfego da cidade. No início da tarde o congestionamento causado pelas intervenções no trânsito eram estimados em quase 30 km. Cerca de dois mil ônibus, de caravana de várias partes do Brasil, foram alocados em bolsão reservado pela CET.

Na Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, o público acompanha shows de bandas e grupos como Renascer Praise, Diante do Trono, Aline Barros, Ao Cubo, Inesquecível, Asaph Hernandes, Davi Sacer, Regis Danese, Mariana Valadão, André Valadão, Cassiane, Thalles Roberto, Marcelo Aguiar e Fernandinho. O evento acontece até às 20h30.

Além do apóstolo Estevam Hernandes, um dos responsáveis pela organização do evento, a Marcha conta também com a participação de conhecidos líderes evangélicos, como o pastor Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, e o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

marcha-para-jesus-2013-felicianoFeliciano subiu em um trio elétrico vestindo uma camiseta da Marcha com a frase: “Eu represento vocês!” escrita nas costas. A frase seria uma resposta do deputado às polêmicas que esteve envolvido desde que assumiu a presidência da comissão, visto que seus maiores opositores, os ativistas gays, pedem sua saída da comissão afirmando que o parlamentar não os representa.

– Eu represento um segmento conservador da sociedade, um segmento família da sociedade. Esses aqui eu represento – afirmou Feliciano.

A assessoria de imprensa da Marcha Para Jesus, afirmou que a presença de Feliciano foi uma “surpresa”, já que o deputado não havia confirmado presença até a véspera.

Além das personalidades evangélicas e artistas gospel, o palco do evento recebeu discursos de autoridades do poder Executivo, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e p ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), que afirmou: – É uma festa maravilhosa, da cidadania, um presente para São Paulo. Eu, como prefeito, participei de várias edições. É um dia de muita festa.

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) também compareceu à Marcha, e foi vaiado ao subir ao palco e anunciar que falava em nome da presidente Dilma Rousseff. Ele ainda parabenizou o Apóstolo Estevam e a Bispa Sonia Hernandes pela organização pacífica do evento.

marcha-para-jesus-2013-cartazesVárias pessoas presentes no evento manifestaram seu apoio ao projeto que mais causou controvérsia desde que Feliciano se tornou presidente da Comissão de Direitos Humanos, apelidado de “cura gay”. Apoiadores do projeto carregavam faixas com os dizeres “Cura Gay, uma mentira dos ativistas gays”.

Os fiéis levaram também outras faixas para a marcha, entre elas uma escrita “Procurando Lula” e outra “Manifestação pacífica tem limite. Fora baderna e vandalismo”, em referência ao vandalismo que tem marcado vários dos recentes protestos pelo país.

Os protestos não motivaram apenas o grande público do evento, mas também uma série de manifestações dos fiéis presentes na Marcha, que empunhavam cartazes com dizeres inspirados nas frases que ficaram famosas durante as manifestações de cunho político. Durante a marcha era comum encontrar cartazes com frases como “#vemprarua falar de Jesus”, “vem pra rua marchar com Cristo” e “Brasil contra cristofobia”, além de muitas pessoas com os rostos pintados de verde e amarelo.

Além disso, boa parte dos participantes incorporou os temas abordados nas últimas semanas nas ruas, segundo o Terra. Assim como nos protestos que acontecem em várias cidades brasileiras, fiéis carregavam cartazes pedindo melhora na qualidade dos serviços públicos, como saúde, educação e transporte.

– Os evangélicos representam uma fatia considerável da população brasileira. Já estamos cansados de ver tanta coisa errada e precisamos também nos posicionar – afirmou o professor Daniel Azevedo, 38 anos, que levava uma faixa com a frase: “Jesus é 10, educação e saúde é zero”.

– Tem que ir para as ruas mesmo, desde que seja pacífico a gente apoia – concordou a química Patrícia Neves, 31 anos, que também carregava a faixa.

Fotos da Marcha para Jesus em São Paulo!

marcha-para-jesus-2013-13

marcha-para-jesus-2013-06

marcha-para-jesus-2013-05

marcha-para-jesus-2013-04

marcha-para-jesus-2013-02

marcha-para-jesus-2013-10

marcha-para-jesus-2013-15

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

Atenção Prefeitos! Cidades maranhenses podem perder recursos do MTur

17/06/2013 s 07:38 em Mundo

Projetos podem ser regularizados até o dia 28 de junho Seis municípios do Maranhão estão na lista do Ministério.

fabio-mota

Fábio Mota (secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo)

Brasília – Os municípios que receberam recursos do Ministério do Turismo (MTur) em 2011 e estão com o contrato suspenso terão até 28 de junho para regularizar o processo.

Os municípios maranhenses de Araioses, Barreirinha, Cajari, Lago dos Rodrigues, Pio XII   e Santo Antônio Lopes estão na relação. Após o fim do prazo, os empenhos serão cancelados.

De acordo com análise do MTur, são 454 projetos com problemas em mais de 400 municípios de todo o país. As obras estão paralisadas ou não foram iniciadas devido a pendências com a Caixa Econômica Federal, como falta de licenciamento ambiental e comprovação de titularidade da terra.

“A orientação é que os responsáveis pelos projetos nos municípios procurem imediatamente a Caixa para regularizar a situação”, explica o secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota. “É uma situação ruim para todos”, completou.

Desde janeiro, o MTur tem notificado estados e prefeituras com obras com cláusulas suspensivas. Naquela oportunidade, mais de 1.000 contratos apresentavam problemas. Contudo, após a ação, cerca de 60% foram regularizados.

Da assessoria do MTur

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

E tome vaia! Dilma Rousseff é vaiada na abertura da Copa das Confederações

15/06/2013 s 19:53 em Mundo

Dilma é vaiada ESSABrasília – A presidente Dilma Rousseff foi vaiada por milhares de torcedores, por três vezes, antes do Brasil vencer o Japão por 3×0, na abertura da Copa das Confederações, no Mané Garrincha, estádio em que o governo do Distrito Federal gastou pouco mais de R$ 1,2 bilhão.

Dilma e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, que estava ao seu lado e que também foi vaiado, ficaram visivelmente constrangidos.

Blatter chegou, inclusive, a explicitar esse incômodo, quando, ao discursar, perguntou para a torcida: “Onde está o respeito, onde está o fair play?”. Foi novamente vaiado.

O primeiro apupo da torcida a Dilma veio quando o nome da presidente foi anunciado pelo sistema de som do estádio, antes da execução dos hinos nacionais de Brasil e Japão.

Depois, quando foi mencionada por Blatter em sua rápida fala, novas vaias. As últimas vieram quando a própria Dilma Rousseff começou a falar ao microfone para declarar oficialmente aberta a Copa das Confederações. Nessa última, parte da torcida passou a aplaudir a presidente.

Segundos antes de ser anunciada pelo sistema de som do estádio, e receber as primeiras vaias, ela foi bem acolhida pela torcida posicionada exatamente abaixo de seu camarote.

Durante a abertura dos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva também foi vaiada pelo o publico e não fez o discurso de abertura dos jogos, tendo sido substituído pelo presidente do COB e do CO-RIO, Carlos Arthur Nuzman.

Da Folha de São Paulo

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

“O ativismo gay é fundamentalismo de lixo moral”; diz Pr. Silas Malafaia durante manifesto

14/06/2013 s 18:35 em Mundo

A declaração do pastor que vem gerando muita polêmica foi em sua pregação durante manifestação em Brasília.

silas-malafaia-brasilia

Pr. Silas Malafaia durante sua pregaçã para mais de 200 mil pessoas.

Brasília – Durante a manifestação organizada em Brasília na última semana, o pastor Silas pregou ao público presente, em uma palestra na qual falou sobre liberdade de expressão, afirmando que no Brasil a prática homossexual é tratada de maneira diferente quando se trata de críticas e manifestações de opinião.

No início de sua fala, o pastor comparou os números de presentes na manifestação com números divulgados por uma parada gay que, segundo ele, reuniu 200 mil pessoas mas foi alardeada por seus organizadores como tendo um milhão e meio de pessoas. Ele desafiou ainda o movimento gay a reunir um número próximo de pessoas ao conseguido por ele em seu evento.

– Nós não precisamos inventar números para pressionar a imprensa nem a sociedade – declarou o pastor, citando que segundo a polícia militar o evento reuniu mais de 50 mil pessoas.

– E eu quero ver o movimento gay botar 20 mil aqui no meio da semana – completou o pastor em desafio.

O tema central das falas do pastor foi o constante embate de opiniões entre evangélicos e homossexuais, sobretudo a PC 122 e a suposta tentativa de impedir que evangélicos manifestem sua opinião contra a prática homossexual.

manifestação-malafaia-04 ESSA

Segundo levantamento feito pela PM de Brasilia, mais de 200 mil pessoas participaram do ato.

– Liberdade de expressão pra todo mundo falar a mesma coisa é ditadura de opinião – ressaltou Malafaia, afirmando que todos são livres para criticar o que quiserem, como religiões, políticos e líderes religiosos, mas que o ativismo gay tenta impedir que o mesmo direito valha às críticas contra o homossexualismo.

Malafaia rebateu ainda declarações de que ele e outras lideranças evangélicas seriam fundamentalistas, afirmando que os ativistas gays são “fundamentalistas do lixo moral”.

Veja o discurso de Malafaia na integra clicando no link: https://www.youtube.com/watch?v=AXCcb5s95Qg

Notícias Gospel

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.

Já no apagar das luzes, Glória Perez cutuca evangélicos em ‘Salve Jorge’

18/05/2013 s 10:34 em Destaque, Mundo

Após boicote de evangélicos novela chega ao fim com a pior audiência dos últimos anos.

SALVE JORGE ESSARio de Janeiro – Após sete meses desde sua estréia, Salve Jorge chega ao fim como a pior do horário das nove da Globo nos últimos anos . Escrita por Glória Perez, a novela sofreu boicote dos evangélicos por causa do nome escolhido, que faria homenagem ao orixá Ogum, correspondente a São Jorge na umbanda e no candomblé no sincretismo religioso.

No ibope a novela em alguns dias marcou apenas metade do que a anterior, Avenida Brasil. Em sua estréia um boicote promovido nas redes sociais  afastou os evangélicos da telinha. Edir Macedo, proprietário da Rede Record, chegou a fazer campanha contra o folhetim publicando textos e imagens em seu blog. A emissora do bispo reprisou a minissérie ‘Rei Davi’ para atrair os evangélicos.

Na ocasião a autora de Salve Jorge recebeu críticas, muitas vindas de evangélicos e chegou a protagonizar discussões públicas devido as críticas. Glória Perez não gostou das mensagens que estava recebendo e acabou criticando a forma autoritária como muitos evangélicos se comportam nas redes sociais querendo impor suas crenças aos demais.

“Saco esses fundamentalistas daqui: sou católica sim, dāo licença, aiatolás? Nem Jesus teve paciência, expulsou a chicote os vendilhões do templo”, escreveu.

A emissora tentou se recuperar na audiência ao fazer mudanças na novela. A imagem de São Jorge, “padroeiro” da novela, foi esquecida. O protagonista Théo (Rodrigo Lombardi), que era tão devoto nos primeiros capítulos, não aparecia mais acendendo velas nem fazendo rezas para o santo. E inicialmente a trama deveria ficar no ar até junho, mais foi encurtada em duas semanas.

Com sua história envolvida na discussão sobre o tráfico humano e exploração sexual a novela teve a aceitação do público, mas foi duramente criticada por analistas devido a baixa qualidade.

Amor à Vida será a nova novela das nove e promete agradar aos evangélicos, pois apresentará sua primeira “mocinha evangélica”.

Ainda assim, no seu último capítulo, Glória Perez cutucou os evangélicos apresentando Wanda (Totia Meirelles) uma das traficantes fingindo ter se convertido na prisão.

“Eu aceitei a Jesus”, diz Wanda para Lívia (Claudia Raia), sua colega de cela.

Fonte/Notícias Gospel

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos no Facebook e Twitter.