Publicidade
Página Inicial

Corregedores gerais de Justiça participam da abertura do 79º ENCOGE, em Natal/RN

20/10/2018 às 18:03 em Justiça

Com a presença dos corregedores gerais da Justiça de 25 estados do país e do corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, foi aberto na noite desta quinta-feira (18), o 79º Encontro do Colégio Permanente de Corregedores Gerais dos Tribunais de Justiça do Brasil (Encoge), que acontece até este sábado (20) no Hotel Wish, na capital Natal (RN). O corregedor-geral da Justiça do Maranhão, desembargador Marcelo Carvalho Silva, e o diretor da CGJ-MA, juiz Marcelo Moreira, participam do Encontro que inclui a exposição de estudos, painéis, pesquisas, palestras e trocas de experiências de projetos bem sucedidos à luz o tema “A Corregedoria como Instrumento de Gestão do Poder Judiciário”.

Na abertura, o presidente do Colégio, desembargador José Aurélio da Cruz (TJPB) lembrou que o Encoge é sempre uma excelente oportunidade para dividir práticas positivas em desenvolvimento na Justiça brasileira. “As Corregedorias são verdadeiros centros de inteligência do Poder Judiciário, indo além da orientação e fiscalização, atuação do seu dia a dia”, frisou o dirigente da entidade.

A anfitriã do encontro, a corregedora geral de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargadora Zeneide Bezerra, faltou da satisfação do Judiciário potiguar em receber os corregedores dos estados e destacou a história do RN, em relação ao protagonismo no desenrolar da Segunda Guerra Mundial.

Além disso, a magistrada enfatizou que a Corregedoria Geral do TJRN tem trabalhado em modo pedagógico, buscando tornar o Poder Judiciário mais forte, eficiente e democrático.

Ao recepcionar os desembargadores corregedores, o presidente do Tribunal de Justiça potiguar, desembargador Expedito Ferreira, disse que o encontro vai levantar experiências e resultados como forma de aprendizado. “Sei que ele trará também outra conquista: o fortalecimento do Poder Judiciário brasileiro, com as corregedorias desempenhando papel decisivo neste quesito”, afirmou o dirigente do Judiciário do RN.

PALESTRA MAGNA – A palestra de abertura do 79º Encoge foi ministrada pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins. O ministro falou da atuação dos magistrados mais próximos do cidadão, cada vez mais prudentes e humanos, em um cenário cada vez mais consolidado no cotidiano desses profissionais. De acordo com a fala dele, o Judiciário se tornará cada vez mais forte com o cidadão respeitado.

Humberto Martins lembrou que as associações dos magistrados e a Ordem dos Advogados do Brasil têm realizado pesquisas que apontam que a Justiça precisa dar respostas objetivas e diretas aos anseios da sociedade brasileira. “O Judiciário precisa atuar com planejamento em favor da prestação de serviço ao cidadão, que busca a solução de seus conflitos”, frisou.

Para o ministro, o juiz é o mediador do encontro entre a Justiça e a população, e os olhos da sociedade estão mais voltados para a atuação dos magistrados, conscientes de seu papel para a garantia do Estado Democrático de Direito. E para este fim, devem contar com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão de orientação, de controle e responsável pela transparência do Poder Judiciário.

Assessoria de Comunicação da CGJ-MA, com informações do TJRN

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


7 − = 0