Página Inicial

Desbaratada organização criminosa que envolve 14 PM´s de Itz e São Luís

13/11/2017 às 08:56 em Polícia
Delegado

O delegado Eduardo Galvão confirmou a expedição de mandados de prisões em desfavor dos 14 policiais militares

Uma organização criminosa que tem o envolvimento de 14 policiais militares de Imperatriz e São Luís foi desbaratada após vários meses de investigações, sob a coordenação da Secretaria da Segurança Pública do Maranhão e que conta com uma equipe de delegados e investigadores da Polícia Civil.

As investigações foram centralizadas em Imperatriz, comandadas pela delegada Nilmar da Gama. Em São Luís, quem coordena as investigações é o delegado Guilherme Sousa, ex-titular da Delegacia Regional de Polícia Civil com sede em Imperatriz.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública, dos 14 policiais indiciados e com prisões decretadas, 7 já se encontram presos. São eles: Wilson Castro do Nascimento (PM Wilsão), Jonh Myke Barros de Sousa (PM Myke), Hermano Lima de Queiroz (PM Hermano), Wictor José Santos Lira (PM Wictor Lira), Brenno Duarte Bezerra (PM Brenno), Mailton Pereira Pacheco (PM Mailton), todos com novos mandados de prisões, acusados de homicídios, que já foram cumpridos.
Dos outros 7 policiais militares, até o início da noite dessa quinta-feira (9), apenas 2 tinham sido presos: Bruno Silva dos Santos (PM Bruno) e Dany Wuely Galvão Amaral (PM Amaral), ambos de Imperatriz. Faltam ser presos Jorge Lucas Melo Garcia (PM Melo), Gerson Vieira dos Santos (PM G. Vieira), acusados de homicídios, e Paulo Werberth dos Santos (PM Nego Beto), Rodrigo Azevedo Correia (PM Azevedo) e João Batista Viana Fonseca (PM Fonseca).

A organização, que mantém contatos com bandos do Maranhão, Pará e Tocantins, como foi definido no decorrer das investigações, é especializada em assaltos e extermínios e estava agindo em toda a região sul do Maranhão, principalmente em Imperatriz.

A operação para prender os acusados ainda está em andamento e movimentou vários policiais civis e militares, inclusive do vizinho estado do Pará. No fim da tarde de ontem, chegaram na Delegacia Regional dois oficiais da Polícia Militar do Pará, Batalhão de Paragominas, em função de mais um mandado de prisão decretada em desfavor de Jack Helson Nascimento Assunção.

A maioria dos policiais militares é de Imperatriz. Eles já tinham sido transferidos para São Luís desde as primeiras investigações que chegaram a essa organização criminosa.

De O PROGRESSO

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


5 − 5 =