Publicidade
Página Inicial

Fernando Coelho poderá ser o primeiro prefeito a se reeleger em Bom Jesus das Selvas; saiba porque…

14/08/2020 às 08:40 em Sem categoria
Prefeito Fernando Coelho e Vice Franklin Duarte. (Foto: Divulgação)

De acordo com levantamento feito pelo Blog do Antônio Marcos, junto a instituições e a própria população, em especial moradores pioneiros de Bom Jesus das Selvas, Fernando Coelho está sendo o melhor prefeito da história daquele município, o que poderá levar o mesmo a reeleição, quebrando assim um paradigma, uma vez que desde que foi criado, o município nunca reelegeu um prefeito para dois mandatos consecutivos.

GESTÕES ANTERIORES

O primeiro prefeito eleito de Bom Jesus das Selvas foi o Pe. José de Ribamar Silva Moraes Filho (falecido), que comandaria o município, de 1.997 a 2000. Seu mandato foi bastante conturbado e sem credibilidade nenhuma, tendo em vista o processo de cassação do primeiro prefeito eleito. O padre governou apenas 1ano e 5 meses, pois teve o seu mandato cassado pela Câmara Municipal de Vereadores, por improbidade administrativa. Com a queda do religioso, o município passou a ser governado pelo Pr. Pedro Fernandes (vice-prefeito da chapa do padre), também já falecido.

O Pastor também teve o mandato cassado pela justiça, pela mesma irregularidade (improbidade administrativa). Os últimos 07 (sete) meses da legislatura foram comandados pelo então Presidente da Câmara de Vereadores, Marcos David Gomes de Oliveira.

A briga pelo poder, tornou a gestão pública muita confusa, com isso, não houve políticas públicas, nem tão pouco investimento público em obras. Vale lembrar que, dado o caos político na época, nenhum vereador foi reeleito.

SEGUNDO PREFEITO

O Segundo Prefeito eleito foi Luis Sabry Azar (falecido), que governou o município de 2001 a 2004. Seu mandato foi marcado por perseguição política aos seus adversários. Sabry era um crítico ferrenho de seus adversários, porém como prefeito não conseguiu atender as expectativas. Não apresentou obras vultuosas. Deixou uma creche inacabada no bairro que carrega o seu nome. Confrontava diretamente seus adversários na única rádio da cidade. Era conhecido como bom pagador, mas também como perseguidor. Sua gestão sofreu greve pelo Sindicato dos Servidores algumas vezes, pois não valorizava esses profissionais, principalmente os da educação. A falta de bom relacionamento com políticos e população foram determinantes para o então prefeito perder as eleições para a professora Maria de Sousa Lira.

TERCEIRO PREFEITO

O terceiro prefeito (a) eleito foi a professora Maria de Sousa Lira, que administrou o município de 2005 a 2008. Em sua gestão valorizou os servidores público, mas foi apontada por insegurança administrativa e, por vezes atrasava pagamento de fornecedores. A falta de liderança dentro do seu próprio grupo, bem como a falta de experiência, foram decisivos para a prefeita perder as eleições para o Sabry, que havia sido derrotado por ela (María).

QUARTO PREFEITO

O quarto Prefeito eleito foi Luis Sabry Azar, quê governou de 2009 a 2012. Sabry retornou para a Prefeitura mais forte e mais experiente, entretanto, ao longo do mandato cometeu os mesmos erros do passado. Não conseguiu terminar a creche inacabada do seu primeiro mandato e, iniciou mas não concluiu a Rodoviária. Esses fatos foram relevantes para perder as eleições para uma pessoa (forasteira) que Bom Jesus das Selvas nunca tinha visto antes, Cristiane Damião.

QUINTO PREFEITO

O Quinto Prefeito (a) eleito foi Cristiane Damião, que esteve a frente da prefeitura de 2013 a 2016. Em sua gestão, a Prefeitura funcionava na cidade de Imperatriz. Cristiane pouco pisava na cidade. As finanças do município ficavam a cargo de Juliana Damião (irmã da Prefeita), mesmo nunca ter exercido legalmente nenhum cargo.

A maior parte da merenda escolar era comprada direto das empresas da família de Cristiane. A Prefeita ficou conhecida no Maranhão pela suspeita de fazer grandes festas com o dinheiro público. Ao longo do seu mandato investiu milhões que fizeram e fazem muita falta até hoje. Fazia uma verdadeira farra.

Cristiane Pagou com dinheiro do Município, R$ 5 Milhões de Reais ao seu pai, o pecuária Zé Osvaldo Damião, para compensar parte de sua fazenda invadida por populares. O caso lhe rendeu um processo que poderá até levar a ex-gestora pra cadeia.

Iniciava obras, mas não concluía, uma delas: a creche ao lado da fazenda de seu pai, localizada na Rua Rio dos Sonhos. A falta de gerenciamento com a máquina pública, o desrespeito, a pouca responsabilidade na condução do governo, assim como a autoconfiança fizeram Cristiane perder as eleições para o “liso”, como ela (Cristiane) e sua turma chamava Fernando Coelho.

ATUAL PREFEITO

O sexto prefeito eleito para comandar Bom Jesus das Selvas de 2017 a 2020, foi Luis Fernando Lopes Coelho (Fernando Coelho), que no início de sua gestão, enfrentou muitos problemas, por conta de situações causadas pela ex-gestora Cristiane Damião, que se não bastasse o “desserviço” prestado ao longo de seu mandato, entre outubro e dezembro (período de transição), ela e seus comandados fizeram de tudo para atrapalhar Fernando Coelho, como por exemplo, dando sumiço em documentos, máquinas, computadores que continham informações importantes que lhe comprometiam (segundo relatos), atraso com fornecedores, bem como a efetivação de pessoal em concurso, de forma irregular, entre outros.

Mesmo com todos esses “embaraços”, Coelho conseguiu pegar o “fio da meada” e dá início ao que seria a melhor gestão que o município já teve.

Para que se tenha uma ideia. Mesmo diante do momento crítico que o Brasil vive, Fernando Coelho conseguiu construir e melhorar mais de 1000km de estradas, que ligam o interior a sede do município.

√ 10km de alfalto;

√ Bloqueatamento nas Vilas Tropical e São José;

√ 03 Ginásios de esporte;

√ 09 Escolas (as três últimas climatizadas). Isso corresponde a uma média de 1 (uma) escola a cada 144 dias de governo;

√ Rede de distribuição de água para mais de 4 mil famílias;

√ 04 Poços artesiano;

√ Rodoviária;

√Aterro Sanitário Controlado;

√ Inúmeras reformas completas (não apenas passar a tinta);

√ Iluminação de todo município. Com destaque para avenida principal;

√ 04 ônibus escolar;

√ Inauguração do Hospital Municipal (com apenas 105 dias de governo);

√ Nenhuma greve de servidores;

√ 40kits sanitários para famílias carentes;

√ Cartão do servidor (antes o dinheiro girava só em Açailândia e Buriticupu devido a falta de uma agência no município para girar receita no comércio local;

√ Excelente relacionamento com os Servidores;

√ Capacitações para Asg’ s, motoristas e vigias (algo também que só aconteceu na sua gestão);

√ Recuperação e resgate do estádio municipal. (hoje a seleção do município é respeitada em todos os campeonatos regionais).

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


+ 3 = 5