Publicidade
Página Inicial

“Acuado”, prefeito de Buriticupu tenta desqualificar sindicato dos servidores

19/02/2014 às 16:43 em Política
FOTO ZE GOMES ESSA

Prefeito é tido pela população como o pior comparado aos seus antecessores (Primo e Gildan)

No descrédito total, com a popularidade em baixa e totalmente sem argumentos para contestar as verdades que tem sido constantemente divulgadas pelo presidente do SINDSEB sobre as irregularidades do executivo municipal, o prefeito de Buriticupu, Sr. Jose Gomes Rodrigues (PMDB), estaria usando a maquina pública para tentar desqualificar o Sindicato dos Servidores de Buriticupu – SINDSEB.

Sem ao menos avisar e muito menos explicar os motivos, o prefeito simplesmente mandou suspender o débito automático da porcentagem que os sindicalizados repassavam ao Sindicato por meio do desconto em folha.

No descrédito total, com a popularidade em baixa e totalmente sem argumentos para contestar as verdades que tem sido constantemente divulgadas pelo presidente do SINDSEB sobre as irregularidades do executivo municipal, o prefeito de Buriticupu, Sr. Jose Gomes Rodrigues (PMDB), estaria usando a maquina pública para tentar desqualificar o Sindicato dos Servidores de Buriticupu – SINDSEB.

Segundo membros do sindicato, dessa forma, o prefeito finalmente conseguiu prejudicar financeiramente o SINDSEB, e de quebra tentar calar a boca do presidente.

O prefeito encaminhou recentemente ao SINDSEB um ofício no qual ele diz está revogando a dispensa do presidente e do 1º secretário do SINDSEB. No documento o prefeito faz alegações que não se sustentam juridicamente, como por exemplo: Ele diz que o SINDSEB não se enquadra com entidade classista prevista na LEI MUNCIPAL 172/2007, o que não é verdade, pois nesta parte da lei não há uma única vírgula que diga qual a documentação necessária o sindicato tem que ter.

Ainda segundo o sindicato, outra alegação infundada do prefeito é que o trabalhador só poderá ocupar mandato classista se não estiver em estagio probatório, porém essa informação também não está prevista na LEI MUNICIPAL 172/2007.

Veja a integra do oficio do prefeito!

OFICIO 1 ESSE

OFICIO 2 ESSE

Veja o que diz a Lei Municipal 172/2007!

SEÇÃO VII

DA LICENÇA PARA O DESEMPENHO DE MANDATO CLASSISTA

Projeto de Lei Complementar nº 002/2007

Regime Jurídico dos Servidores Públicos do Município 22

Art. 76. É assegurado ao servidor o direito à licença com remuneração para o desempenho de mandato em confederação, federação, associação de classe de âmbito nacional, sindicato representativo da categoria ou entidade fiscalizadora da profissão ou, ainda, para participar de gerência ou administração em sociedade cooperativa constituída por servidores públicos para prestar serviços a seus membros, conforme disposto em regulamento. § 1º Somente poderão ser licenciados servidores eleitos para cargos de direção ou representação nas referidas entidades, até o máximo de três, por entidade. § 2º A licença terá duração igual à do mandato, podendo ser prorrogada, no caso de reeleição, e por uma única vez.

CAPÍTULO V

DOS AFASTAMENTOS

SEÇÃO I

DO AFASTAMENTO PARA SERVIR A OUTRO ÓRGÃO OU ENTIDADE

Art. 77. O servidor poderá ser cedido para ter exercício em outro órgão ou entidade dos Poderes da União, do Estado, e do Município, nas seguintes hipóteses: I – para exercício de cargo em comissão ou função de confiança; II – em casos previstos em leis específicas. § 1º Na hipótese do inciso I, o ônus da remuneração será do órgão ou entidade cessionária. § 2º A cessão far-se-á mediante ato da autoridade competente de cada Poder.

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


2 + = 8