Publicidade
Página Inicial

Prefeito Zé Gomes poderá “amargar” a primeira greve de sua desastrosa administração

21/03/2014 às 16:05 em Regional

Zé Gomes ChorandoO prefeito da cidade de Buriticupu José Gomes Rodrigues (PMDB), o “Zé Gomes” que em tão pouco tempo de governo conseguiu a maior rejeição da história política daquele município, ao que indica amargará a primeira greve de sua “Desastrosa Administração”.

Atualmente quase 100% dos servidores do município estão insatisfeitos e até revoltados com a forma desrespeitosa que vem sendo tratados pelo gestor, que segundo servidores até o momento não cumpriu nada do que prometeu em campanha (plano de governo) aos servidores, principalmente aos professores.

Segundo o Sr. Aldeci Rodrigues de França, presidente do sindicato dos trabalhadores em Educação da rede pública Municipal de Buriticupu – SINTEB, o prefeito “Oba Oba” sequer aceita sentar para discutir a situação dos servidores, demonstrando assim total falta de respeito para com os mesmos, que vem sendo penalizados.

As reclamações são inúmeras e vão de sobrecarga de serviço a salários defasados. Em nota divulgada pelo o presidente do sindicato dos professores deixa bem claro que toas às chances de negociação com a Secretária Municipal de Educação e executivo se esgotaram.

SINTEB 1

Professores poderão entrar em greve a partir do dia 31 de Março, segundo o presidente do SINTEB

Reivindicações do SINTEB

• APLICAÇÃO DA LEI FEDERAL N.º 11. 738/2008 – REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO DO PROFESSOR PARA 26 HORAS DE 45 MINUTOS • ATUALIZAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA DO MAGISTÉRIO • PAGAMENTO DE ABONO SALARIAL • PAGAMENTO DE TITULAÇÕES DOS PROFESSORES QUE DERAM ENTRADA DESDE 2012.

Plano de Governo de Zé Gomes

Ø Valorizar os educadores, fazendo investimento na formação acadêmica, defendendo um plano de carreira que ofereça crescimento e oportunidades para que os profissionais possam estar sempre se atualizando, criando, assim, condições para que o professor desenvolva suas atividades com qualidade.

Ø Garantir salários dignos aos professores e profissionais da educação.

Ø Democratizar o processo de escolha de diretores e diretoras das escolas municipais mediante eleição pela comunidade escolar representada por alunos, pais, professores e técnico-administrativos.

Ø Dar apoio ao Conselho Municipal de Educação formado por diretores, professores, sindicato de professores, vereadores, pais e alunos para a melhoria da qualidade do ensino municipal.

Ø Apoiar, com transporte escolar gratuito, aos profissionais da rede municipal de ensino, residentes da zona rural, matriculados na Plataforma Freire (PARFOR) ou na Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Ø Construir novas creches e equipar as existentes, para atender as crianças com toda infra-estrutura educacional, alimentar e médica.

Ø Assegurar ambientes e recursos didático-pedagógicos adequados, bem como educadores qualificados para pessoas com necessidades educacionais especiais.

Ø Implantar ou construir escolas de turno integral.

Ø Implantar um novo plano de carreira, cargo e salário, que assegure mais conquistas aos trabalhadores em educação.

Segundo os sindicalistas, até a presente data, nada do que consta no plano de Governo do prefeito sobre a educação foi feito.

Com a palavra, o excelentíssimo senhor prefeito!

Acompanhe o Blog do Antonio Marcos também no Facebook e no Twitter.

Deixe um comentário


6 − = 1